Magazine do Xeque-Mate

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Onde está o dinheiro do "tal do mensalão" que aparecia aqui? O gato comeu!

Xeque - Marcelo Bancalero

Olhem a dica da comp@ Aninha Ornellas
Depois me expliquem se puderem...
Visto que o próprio Banco do Brasil nega veemente desde 2006, quaisquer tipos de desvios...
Que a Visanet (EMPRESA PRIVADA),prova que Joaquim mentiu, pois as campanhas foram executas, e os valores das notas batem com o valor do suposto desvio de + ou - 73 milhões...
Se as contas  do PT, foram aprovadas, e assim,  não ocorreu desvios dos 55 milhões também, pois os empréstimos feitos pelo PT, foram pagos...
Então...
Fica uma pergunta...
Onde está  dinheiro que o PT é acusado de roubar?
Onde estão os desvios?
Que mensalão é esse, se não existe dinheiro envolvido?
Afinal, por que cargas d'água o PT pagaria algo a aliados do governo?
Por que ministros que fizeram parte do  julgamento da ação penal 470, o "tal do mensalão" , aprovaram as contas do PT no STE, numa  contradição maluca a seus próprios votos no STF?
Onde está a quadrilha?
Essa eu eu respondo... A quadrilha verdadeira, aparece a cada dia...
Só não sei explicar claramente qual a hierarquia certa. Pois Tem coisas, como o fato de Joaquim esconder alguns documentos importantes, como inquérito 2474/STF, derivado do chamado “mensalão” o que  aponta seu filho numa empresa que recebeu dinheiro do  esquema de Marcos Valério, que me fazem acreditar que ele seria um cabeça. Dai vejo rabos presos, e entre as pernas, com as ligações de Roberto Gurgel com a máfia do Carlinhos Cachoeira e a Veja, e percebo que talvez Joaquim seja  apenas "pau mandado"! Outros fatores  mostram mais envolvidos nestas ligações suspeitas... 
Qualquer  um que tenha lido alguns bons livros ou filmes que tratam de temas com crimes, sabe que  o que se procura à priori, é saber quem poderia ser beneficiado com o crime.
Por esse caminho, perguntando-se quem poderia ganhar alguma coisa manchando a história do PT, temos a oposição, entre essa, a parte mais ferrenha, PSDB, DEM como a direita raivosa que quer  retornar ao poder. 

Artigos que você deveria ler também;
Corrupção do judiciário...
Hei PT! A verdade vos libertará!
+ de 100 motivos para você se perguntar: Por que a mídia escondeu isso?
Dormindo com o inimigo! O câncer que persegue o PT

Do lado jurídico temos Joaquim Barbosa que quer livrar seu filho que aparece ligado a Daniel Dantas, num processo que foi escondido do plenário do supremo, e ainda pode estar envolvido em outros conflitos de interesses que vão envolvê-lo à Rede Globo, que  dona da Veja ( de onde  Gurgel retirou suas "provas"), liga ao Cachoeira, ligado a Demóstenes, que era do DEM. 
Como pode se ver, não falta gente que se beneficie com a condenação dos petistas nesta ação penal.
Basta ver a repercussão que a Rede Globo?Veja deu ao caso, com requintes de sensacionalismo... 
E ver como ela tratou de  crimes muito mais PROVADOS, como a Privataria Tucana, o mensalão verdadeiro, aquele mineiro e tantos outros. E para não ficar no passado, basta verificar como trata do propinoduto tucano, com a denuncia de milhões  nas licitações de trens e metros. Onde na Globo é APENAS um crime de cartel.
Quer respostas?
Siga os links no texto, leia, se informe...
Não dá mais para confiar nas informações pré-fabricadas da mídia comum, e sair  espalhando isso como se fossem "verdades absolutas"!
Olhe para trás e recorde como era este país aos seus olhos a e aos olhos do mundo antes. Olhe para o futuro, e se pergunte, quem tem um projeto viável melhor do que o projeto que o PT tem implantado nestes 10 anos em nosso país?
Depois com mais calma, tire suas próprias conclusões.


No TSE, Cármen Lúcia, Dias Toffoli e Marco Aurélio Mello reconheceram a licitude dos empréstimos que, após convalidação judicial, ganharam consistência de atos jurídicos perfeitos
Reavaliações do “mensalão”


por Mauricio Dias, em CartaCapital, enviado por Julio Cesar Macedo Amorim

Não se deu atenção devida à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de aprovar as contas do Diretório Nacional do PT, referentes ao ano de 2003, e de recomendar a aprovação das contas de 2004.
O veredicto convalidou os empréstimos bancários do PT, perto de 58 milhões de reais, que estão no centro turbulento da Ação Penal 470, popularizado com o nome de “mensalão, configurados em crimes diversos no julgamento do Supremo Tribunal Federal.
Na avaliação dos especialistas, os empréstimos do PT constituem o que se chama de “ato jurídico perfeito”, pois foram tornados válidos judicialmente em Minas Gerais, onde o banco cobrou e a Justiça executou as garantias do contrato de empréstimo.
Após a execução, o PT apresentou proposta de pagamento, aceita pelo credor, validada pela Justiça e homologada em juízo. Posteriormente, os empréstimos foram registrados perante o TSE e agora aprovados ainda que com ressalvas e aplicação de multas.
Na sequência, o Ministério Público nada opôs ao que se refere à cobrança judicial ao PT da dívida bancária contraída. Nem mesmo contestou o pagamento feito, como já se disse, mediante cobrança judicial.
Assim, tecnicamente, a questão está preclusa. Não há mais como discutir algo que transitou em julgado. Tendo se desincumbido da obrigação cobrada pela Justiça e não tendo sofrido nenhuma oposição do Ministério Público, sem a apresentação de qualquer contestação, a ação judicial de cobrança exauriu-se com o pagamento.
É o que estabelece a lei e, certamente, foi essa uma das bases da decisão de aprovação das contas do PT dado pela ministra Cármen Lúcia, presidente do TSE.
Outros dois ministros do STF que compõem o TSE, Marco Aurélio Mello e Dias Toffoli, também reconheceram a licitude dos empréstimos que, após convalidação judicial, ganharam consistência de atos jurídicos perfeitos.
Transitados em julgado, não podem ser contestados. O TSE reconheceu esse princípio do mundo jurídico. Como o STF não é instância revisora do Tribunal Eleitoral, exceto em questões constitucionais, não é competente para discutir a decisão tomada.
Essa decisão tem contornos não só importantes, mas também curiosos. Do TSE, além dos três ministros já citados, participam dois outros nomes do Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Pode-se deduzir daí que os dois mais altos tribunais do País entendem como juridicamente inquestionável o ato de homologação da Justiça de Minas Gerais que revalidou os empréstimos bancários do PT, ponto central de inúmeros atos tipificados como criminosos no julgamento do chamado “mensalão”

http://www.viomundo.com.br/politica/mauricio-dias-tse-abala-pontos-centrais-do-stf-sobre-emprestimos-bancarios-ao-pt.html


License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido