Magazine do Xeque-Mate

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Ai eu pergunto... Valeu à pena? Valeu à pena destruírem reputações, vidas e famílias com o tal do mensalão?

Xeque - Marcelo Bancalero

Veja a dica da amiga Aninha Ornellas via Pamela Moraes
"Documentos reveladores e inéditos sobre a contabilidade do chamado 'valerioduto tucano', que ocorreu durante a campanha de reeleição do então governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998, constam de matéria assinada pelo jornalista Leandro Fortes, na edição dessa semana da revista Carta Capital. A reportagem mostra que receberam volumosas quantias do esquema, supostamente…"
Pois bem...
Assim você entende por que o desafeto de Joaquim Barbosa, Gilmar Dantas Mendes colaborou mesmo contra a vontade, com o relator da AP 470.
Junto a isso, ao que temos publicado aqui sobre o vídeo denúncia da Revista Retrato do Brasil, ao Inquérito 2474, ao  inquérito 2245, ao laudo 2828, ao caso do Carlinhos Cachoeira, cuja CPI foi abafada com a entrada urgente do julgamento do tal mensalão...
E o que temos?
O maior caso de corrupção jurídica-oposicionista-midiática da história do Brasil!

Em que no jogo sujo do poder pelo poder, vale de tudo...
Desde esconder bilhões em dinheiro público roubados, privateados, cartelizados, desviados pelo PSDB...
Condenar inocentes, destruir reputações e famílias para tentar ganhar no tapetão jurídico o que nunca conseguirão nas urnas...
E por fim, atrapalhar a governabilidade de um governo que tem semostrado o que mais  faz pelo país, sabotando informações econômicas, até que de alguma forma, causando insegurança no mercado atrase o crescimento do Brasil.

Mas até agora nada está dando certo aos golpistas!
Dilma continua crescendo nas pesquisas e sua reeleição é certa...
A verdade da AP 470 está às portas...
O falso herói está em plena decadência...

Ai eu pergunto...
Valeu à pena?
Valeu à pena destruir reputações, vidas, famílias com farsa do mensalão?
Valeu à pena atrasar o crescimento do país?
Valeu à pena criar mentiras?

Mas eu creio que a justiça prevalecerá...
Mesmo que para isso acontecer, àqueles que deveriam promovê-la e não fazem, sejam colocados para fora do  STF, afim de resgatar a dignidade desta instituição.

Leia;


Documentos revelam participação de FHC e Gilmar Mendes no ‘valerioduto tucano’

27/7/2012 13:21
Por Redação - de São Paulo e Brasília
Mendes
Tanto FHC quanto o ministro Gilmar Mendes constam de documentação anexada a processo contra Marcos Valério
Documentos reveladores e inéditos sobre a contabilidade do chamado ‘valerioduto tucano‘, que ocorreu durante a campanha de reeleição do então governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998, constam de matéria assinada pelo jornalista Leandro Fortes, na edição dessa semana da revista Carta Capital. A reportagem mostra que receberam volumosas quantias do esquema, supostamente ilegal, personalidades do mundo político e do judiciário, além de empresas de comunicação, como a Editora Abril, que edita a revista Veja.
Estão na lista o ministro Gilmar Mendes, do STF, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), os ex-senadores Artur Virgílio (PSDB-AM), Jorge Bornhausen (DEM-SC), Heráclito Fortes (DEM-PI) e Antero Paes de Barros (PSDB-MT), os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e José Agripino Maia (DEM-RN), o governador Marconi Perillo (PSDB-GO) e os ex-governadores Joaquim Roriz (PMDB) e José Roberto Arruda (ex-DEM), ambos do Distrito Federal, entre outros. Também aparecem figuras de ponta do processo de privatização dos anos FHC, como Elena Landau, Luiz Carlos Mendonça de Barros e José Pimenta da Veiga.
Os documentos, com declarações, planilhas de pagamento e recibos comprobatórios, foram entregues na véspera à Superintendência da Polícia Federal, em Minas Gerais. Estão todos com assinatura reconhecida em cartório do empresário Marcos Valério de Souza – que anos mais tarde apareceria como operador de esquema parecido envolvendo o PT, o suposto “mensalão”, que começa a ser julgado pelo STF no próximo dia 2. A papelada chegou às mãos da PF através do criminalista Dino Miraglia Filho – advogado da família da modelo Cristiana Aparecida Ferreira, que seria ligada ao esquema e foi assassinada em um flat de Belo Horizonte em agosto de 2000.
Segundo a revista, Fernando Henrique Cardoso, em parceria com o filho Paulo Henrique Cardoso, teria recebido R$ 573 mil do esquema. A editora Abril, quase R$ 50 mil e Gilmar Mendes, R$ 185 mil.

Não esqueça!
Para termos um PT forte 
No PED 2013

Vote na chapa do Rui Falcão...  
Precisamos ter um PT que continue governando para todos.
Se eu sou Rui Falcao eu voto na chapa Nacional 
#Sou250 #SouRui180 #PED2013
Na PED 2013 o voto certo é 250
Curta e compartilhe nossa página https://www.facebook.com/Somos250





License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido