Magazine do Xeque-Mate

sábado, 10 de novembro de 2012

Valério entregou os bandidos do PSDB e não as mentiras que a Veja de novo publicou! E ainda, o desabafo deste blogueiro!

Xeque - Marcelo Bancalero

Temos de tirar o chapéu para o jornalista e blogueiro, Luis Nassif, que matou  esta charada na postagem do dia 06/11 sobre este caso (Veja AQUI e não na Veja) 
Na  postagem  de Nassif, ele observa que  não existia mais nada  a se falar da AP 470, cuja instrução  já está encerrada  faz tempo. E que pelo contrário, existem muitas coisas  a serem faladas sobre o mensalão verdadeiro, o tucano. Que a "mídia bandida"  apelidou de mensalão mineiro pra disfarçar a culpa dos seu partido "predileto" de direita elitizada  o PSDB.
Antes um desabafo deste Blogueiro
Eu espero mesmo  ter me enganado, quanto às intenções  de Marcos Valério. 
Mas como da outra vez  que a Veja publicou mentiras  sobre ele ter falado coisas contra Lula, ele em seguida nos apresentou uma nota desmentindo a revista suja do PIG. Fato este que ele mesmo nos agradeceu pessoalmente pelo Skype como já havia notificado AQUI minha indignação e depois AQUI
Ainda espero por um nota dele que faria com que eu com prazer me retrata-se  pelas suposições que fiz de sua pessoa.
Porém, diferente de "alguns" que se contentam com o  prazer, quase com sabor de vingança, de ver o verdadeiro mensalão, o tucano sendo julgado juntamente com os demais crimes, que envolvem atentados, assassinatos, numa correlação de lista de Furnas com mensalão  em tucano em Minas  dessa corja de bandidos... 
Eu  não  me  satisfaço com isso!
Não aceito apenas isso!
Eles tem mais é que pagar sim!
Mas não posso me calar,  tendo os documentos que tenho em minhas mãos , que clamam como que "gritando" por justiça!
Agora, se é para que Marcos Valério fale...
Então que fale tudo! Tudo o o que sabe!
Desde que  a verdade  destes documentos  que eu e o Alexandre  do Blog Megacidadania mostramos em nossos blogs e redes sociais, e que começaram a receber um olhar mais criterioso, e a blogosfera começou  a perceber que  não  criaram apenas uma falsa denuncia, mas  também um falso pilar ou viga mestra  para dar sustentação à falácia da PGR, fatos estes que o  Jornalista Raimundo Pereira publicou  já em duas edições da Revista Retrato do Brasil (Veja AQUI e não na Veja), que chegou a ser destaque na REDETVT ( Claro  que  a Globo não ia transmitir isso) , (Veja AQUI e não na Globo ), desde  então, o cerco se fechou no STF. 
Subestimaram a força da internet, e agora o mundo lá fora  está de olho. Quiseram tanto aparecer, que apareceram demais e agora a justiça do Brasil, vira motivos de piadas lá fora.
Não precisávamos passar por isso!
Assim como não precisavam as famílias  das "vítimas" desse golpe  na AP 470, sofrerem com os descasos de um procurador que  é "procurado" por que  deve muito mais do que  quem ele denunciou. De um relator que envergonha a própria justiça e não merece o posto de ministro por suas elações , arbitrariedades, falta de critério e tentativa de promoção pessoal visando outros postos. (Veja AQUI e não na Veja)
Não dá , apenas para aceitar uma troca. O julgamento dos verdadeiros bandidos são  necessários para que o país se livre dessa verdeira quadrilha. Mas a justiça deve ser feita aos injustiçados. E deve começar a ser feita da maneira correta. Não como a maioria buscava erroneamente no início deste pesadelo . Que gritavam que José Dirceu e os outros comp@s petistas  eram inocentes, sem  provar que  não havia sustentação para a acusação. E por isso facilitaram as peripécias do PIG BOY  Joaquim Barbosa, com seus fatiamentos  e descaracterizações através de suas elações  e subjetividades a fortalecer a denuncia que estrategicamente foi montada de maneira a que ninguém  percebesse sua fragilidade.
O calcanhar de Aquiles da AP 470, sempre foi Henrique Pizzolato. José Dirceu e os demais companheiros eram sim  inocentes deste "fantasioso" crime de formação de quadrilha. Mas  enquanto  Joaquim com suas barbáries,  dava sustentação para  o"Falso Pilar" Henrique Pizzolato, a militância na sua maioria gritava que nossos comp@a eram inocentes apenas, sem perceber  que... 
Sim eles eram inocentes!
Mas provar por que eram inocentes, era o mais necessário, para que a população que recebe a noticia  regurgitada e  vomitada pelo PIG nas suas casas pudessem  compreender que  não eramos mera torcida petista, mas, brasileiros indignados com os abusos  do pSTF. E  mostrando as provas que estes se negaram a mostrar na acusação, para provar  a nossa defesa.
Agora, querem aceitar apenas que o crime do PSDB seja julgado com a mesma rigorosidade?
Ah...Tá!
Não!
Isso não é justiça!
Isso é aceitar a injustiça!
Justiça,  é  que a PGR e o STF se retratem  com as pessoas  que fizeram sofrer com  seus abusos.
Justiça é  procurador bandido que  pede passaportes, ganhar um passaporte direto pra cadeia!
Justiça, é ministro  que está citado  como beneficiário do outro mensalão verdadeiro não poder votar onde está claro que está se beneficiando do resultado.
Justiça,  é impedirem  que  um relator  relapso, maluco , ainda venha a assumir a presidência  do STF!
Justiça meus amigos leitores, será quando olharmos para o nosso  Supremo e pudermos nos orgulhar.
Ai sim  saciaremos as almas dos brasileiros.
Só assim  poderemos  olhar ao mundo lá fora, e cobrarmos nossa participação no Conselho de Segurança da ONU...
Quando  tivermos nós mesmo, a segurança  garantida pela justiça!
E quando não nos envergonharmos destes  que dizem nos representar.
Justiça, apenas  quando  se cumprir o que dita nossa Carta Magna.
Diga  não  ao golpe!
Junte sua voz à nossa!
O povo unido pode mudar os rumos desta balbúrdia que foi criada  em nosso país!
Impeça a injustiça e o sofrimento de famílias que estão sendo ignoradas, enquanto  ministros  num duelo de vaidades, apenas se preocupam  com sua exposição na telinha.

Vejam abaixo  na  postagem do  Correio do Brasil as novas revelações  que confirmam a postagem de Luis Nassif e também confirmam o que eu postei aqui ontem sobre a saída do senador Álvaro Dias  do PSDB (Vejam AQUI e não na Veja)


Valério entrega líderes tucanos para escapar de processo no STF

9/11/2012 19:30,  Por Redação - do Rio de Janeiro

STF
Marcos Valério estaria denunciando tucanos ao STF, diz advogado
Os mesmos petardos jurídicos disparados do Supremo Tribunal Federal (STF) por Joaquim Barbosa, presidente eleito da Corte e relator da Ação Penal 470, contra os principais líderes do Partido dos Trabalhadores (PT), partem agora na direção dos envolvidos na origem do escândalo que recebeu o apelido de ‘mensalão tucano’. O advogado Dino Miraglia, de Belo Horizonte, procurou a Assembleia Legislativa de Minas Gerais para pedir proteção à vida dele e de seu cliente, Nilton Antonio Monteiro, após peticionar ao Supremo para que estabeleça a conexão entre o caso conhecido como ‘lista de Furnas’ e o ‘mensalão tucano’, iniciado por Marcos Valério durante o governo do hoje senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG).
Em linha com o estilo do ministro Barbosa de detalhar as peripécias de Valério e seus cúmplices no ‘mensalão petista’, o caso da ‘lista de Furnas’, contido no inquérito 3530 do STF, acusa tucanos de alta plumagem, entre eles Azeredo, Clesio Andrade e Walfrido dos Mares Guia, de crimes como assassinato, explosões, incêndios, perseguições e até o suborno de magistrados da própria Corte Suprema. Compra de votos, no caso, seria o menor dos pecados cometidos pela quadrilha mineira. Segundo Miraglia, fitas transcritas do depoimento de outro advogado, Joaquim Engler Filho – então ligado ao PSDB mineiro – ao delegado João Otacílio Silva Neto, no Departamento Estadual de Operações Especiais da Polícia Civil de Minas Gerais, em 24 de janeiro de 2008, “comprovam o esquema montado para abafar o ‘mensalão mineiro”.
– As fitas transcritas com o depoimento de Engler Filho, que integram o inquérito 3530, denunciam a atuação do grupo político ligado ao PSDB mineiro e nacional, na tentativa de calar o denunciante do ‘mensalão tucano’, Nilton Monteiro. Ele foi igualmente responsável por trazer a público a ‘lista de Furnas’, comprovando o esquema montado por Dimas Fabiano, ex-dirigente da empresa estatal, para favorecer e financiar candidatos e campanhas eleitorais do PSDB. Nossa petição foi para que este inquérito seja juntado à Ação Penal 536, que comprova a ação ilícita ocorrida em Minas Gerais durante a gestão tucana – afirmou Miraglia aoCorreio do Brasil.
Para o advogado, o acordo de Marcos Valério para obter vantagens jurídicas com a ‘delação premiada’ não está no âmbito da AP 470, que julga o ‘mensalão petista’, mas na AP 536, da qual Barbosa também é relator.
– O Marcos Valério está entregando todo mundo do PSDB. O esquema todo, para se livrar das penas que deverá receber quando esta ação for julgada. Quanto ao ‘mensalão petista’ não há mais muito o que fazer, mas na ação contra os tucanos, ele está contando tudo o que sabe. Minas está em polvorosa, porque a AP 536, após a juntada do inquérito 3530, transforma-se em um vendaval, capaz de revelar em detalhes toda a corrupção e demais crimes cometidos pelo alto escalão da República, na época do governo do presidente Fernando Henrique Cardoso – relata Miraglia.

ou Leia a íntegra desta matéria na Edição Digital do Correio do Brasil

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido