Magazine do Xeque-Mate

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Durante pré campanha do presidenciável Joaquim Pimpão Barbosa,só faltou foto com Dilma

Xeque - Marcelo Bancalero

O Joaquim Pimpão  não perdeu a chance de  começar sua pre-campanha  para 2014. Tirou fotos com deputados, senadores....
Mas quando  era a vez de Dilma...
A porta da esperança se fechou!
Volta da outra vez Pimpão...
Quem sabe com outra roupa!

Veja os dois posts de Brasil 257 abaixo;


NO DIA DE BARBOSA, SÓ FALTOU A FOTO COM DILMA


Horas antes de inverter a ordem do julgamento e degolar uma banqueira e três figuras emblemáticas do PT, Joaquim Barbosa esteve com a presidente Dilma Rousseff, a quem entregou o convite para sua posse como presidente do STF. Ou Dilma ou algum de seus assessores teve a sábia decisão de não abrir o encontro para os fotógrafos. Afinal, que efeito teria a imagem para o PT no dia em que o partido foi guilhotinado?

247 - Eram cerca de 10h30 desta segunda-feira, quando o ministro Joaquim Barbosa, relator da Ação Penal 470, chegou ao Palácio do Planalto. Barbosa havia, finalmente, conseguido agenda com a presidente Dilma Rousseff para lhe entregar pessoalmente o convite para sua posse como presidente do Supremo Tribunal Federal, no próximo dia 22.
Cordial, Dilma confirmou sua presença e disse que retornará a tempo de uma viagem que fará à Espanha. Também convidou para o encontro de meia hora dois de seus mais próximos assessores: o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams. Dois nomes que, curiosamente, são cotados para assumir uma cadeira no STF, assim que o presidente da corte, Carlos Ayres Britto, se aposentar.
Encontros dessa natureza, no Palácio do Planalto, em geral são fotografados. Mas desta vez foi diferente. Ou a própria presidente ou algum de seus assessores intuiu que não seria conveniente abrir a reunião para os fotógrafos que cobrem o Palácio do Planalto. 
E Barbosa saiu de lá com a certeza da presença de Dilma em sua posse, mas sem a imagem que seria também um troféu - não apenas para ele, mas também para os meios de comunicação que atuaram intensamente ao longo do julgamento, apostando na divisão entre Dilma e Lula (ou, ao menos, entre Dilma e o PT).
Quem quer que tenha sido o responsável, acertou. Naquele momento, não se imaginava que o dia do encontro entre Joaquim Barbosa e Dilma Rousseff seria também a data das penas de José Dirceu, José Genoino (que Dilma se recusou a demitir) e Delúbio Soares, além da banqueira Kátia Rabello.
Horas depois de deixar o Palácio do Planalto, Joaquim Barbosa inverteu a ordem de votação da Ação Penal 470, com a colaboração de Ayres Britto, que se aposenta no dia 18, e guilhotinou figuras emblemáticas do PT.
Para que seu dia fosse completo, faltava apenas a foto com Dilma. Mas esse troféu ele não conquistou. Aliás, fica a indagação: que efeito teria esta imagem para a militância do PT no dia em que três personagens que ajudaram a eleger Lula foram sentenciados?

DILMA TEM O SANTO FORTE

:
Faltou pouco para que os principais jornais do País conseguissem estampar em suas manchetes, no dia da definição das penas de prisão de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, uma foto da presidente ao lado de Joaquim Barbosa, que, como se vê, está todo pimpão; ontem, ele foi recebido por Marco Maia e José Sarney, que abriram os encontros para fotos; Dilma, mais prudente, fechou (as capas são fictícias)

247 - Exercício de adivinhação: como seria a manchete dos principais jornais do País nesta terça-feira se o encontro de meia hora entre a presidente Dilma Rousseff e o ministro Joaquim Barbosa, ocorrido ontem, antes da sessão que definiu as penas de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, tivesse sido aberto para os fotógrafos?
Provavelmente, a Folha teria circulado assim:
E não assim:

E o Globo teria estampado a seguinte capa:
Em vez desta, a verdadeira:
Não se sabe ainda se a decisão de fechar o encontro para fotos foi da presidente, que intuiu algo de estranho na segunda-feira, em que a pauta da sessão foi invertida por Barbosa logo após o encontro com Dilma, ou de algum assessor. Mas o fato é que a prudência impediu que o dia de glória de Joaquim Barbosa fosse perfeito (leia mais aqui).
Nesta terça-feira, após as condenações, ele entregou os convites para sua posse como presidente do Supremo Tribunal Federal aos chefes do Senado, José Sarney, e da Câmara, Marco Maia. E, como se vê, está todo pimpão  – contrariando a tese do ex-ministro Cezar Peluso, que falava da dor do juiz que se vê forçado pelos autos a condenar.
Agora, mais uma pergunta: que efeito a capa hipotética dos jornais teria provocado na relação entre a presidente Dilma e o PT? Não se sabe. Mas o fato é que a presidente tem o santo forte.



License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido