Magazine do Xeque-Mate

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Deu na Folha! Politica Econômica de Aécio Neves fica definida... Sobem os impostos e baixa-se o salário mínimo

Xeque-Marcelo Bancalero

Pois é...
Foi a   Folha quem disse!
Bom, assim ninguém diz que a matéria é de blog sujo!
A política econômica de Aécio Neves  fica definida assim...
Baixar o salário mínimo e subir os impostos.
E ai?
Vamos conversar?
Leia a matéria e assista ao vídeo que mostra a diferença no tratamento do salário mínimo entre Dilma e Aécio.(http://migre.me/kTOct)

Aécio indica que pretende manter -ou até elevar- a carga tributária

POR DINHEIRO PÚBLICO & CIA
05/08/14  11:19
Candidato associado a uma agenda mais liberal para o país, Aécio Neves procura desarmar expectativas de uma redução do peso dos impostos na economia nacional em um eventual governo tucano.
Na entrevista concedida ontem ao portal G1, Aécio indicou que a carga tributária, de início, terá de ser mantida -ou, dependendo de como se interpretem suas declarações, até elevada.
A primeira parte foi mais clara: “Só vamos ter espaço para a diminuição da carga tributária (…) no momento em que encaixarmos o crescimento do gasto corrente [as despesas permanentes do governo] dentro do crescimento da própria economia”.
Traduzindo, a carga atual, na casa dos 35% da renda nacional, não pode cair enquanto o gasto público, hoje perto dos 39%, continuar em alta.
Aécio fala apenas em uma “simplificação” do sistema tributário, a ser proposta de imediato. Isso abriria caminho para uma redução de impostos “a médio prazo”.
A simplificação mencionada implica unir tributos nacionais, estaduais e talvez até municipais, numa equação política e federativa que vem sendo tentada sem sucesso desde os anos 90.
Adicionalmente, o tucano nega que queira cortar gastos. Ainda que possa estar evitando antecipar medidas impopulares, a margem para ajustes rápidos na despesa pública é mesmo muito pequena.
Questionado sobre o tema, Aécio preferiu se dizer contra “o processo de desonerações [tributárias] setoriais” promovido pelo governo Dilma Rousseff. Ou seja, criticou medidas que reduziram a arrecadação na tentativa de estimular a economia.
Mais surpreendentemente, não descartou a possibilidade de criação do Imposto sobre Grandes Fortunas, autorizado pela Constituição, mas nunca regulamentado -nem a administração petista se animou a levar o tema adiante.
Tudo somado, há uma evidente preocupação com o comportamento da receita pública nos próximos anos. Antes da agenda liberal da carga tributária menor, há o problema mais urgente da deterioração das contas do governo.
Trata-se de um pensamento coerente com a experiência tucana no Palácio do Planalto: foi o ajuste fiscal do governo FHC que  promoveu a maior elevação de impostos desde a redemocratização do país.

http://dinheiropublico.blogfolha.uol.com.br/2014/08/05/aecio-indica-que-pretende-manter-ou-ate-elevar-a-carga-tributaria/








Assista aos vídeos do Canal Quero+Brasil do You Tube https://www.youtube.com/channel/UCAjh8K4pKjKy61_7QMRfC4A  e do Novo Canal não se esqueça de inscrever-se no Canal Politica para apolíticos in Natura   https://www.youtube.com/channel/UCf_uPZjhZCpasbgQtNj910w
E por favor!
Meus dias estão contados aqui...Ainda  mais agora com Canais do You Tube denunciados e perfil do Facebook com deletado Sem condições financeiras, em breve estarei fora da internet!
Preciso de sua ajuda para continuar meu trabalho pois +Quero Mais Brasil

Se como eu você diz aos seus seguidores Quero + Brasil um Brasil de Verdade e Em 2014 Sou Mais Dilmais com postes de Lula pelo Brasil ajude-nos a continuar nossa luta!

Você pode fazer isso com deposito para Marcelo Bancalero Conta CAIXA ECONÔMICA ag. 2196 operação 023 c/c 00004488-3 — com Marcelo Xeque Mate Bancalero.
ou pelo Pag Seguro UOL em pode usar o link do Pag Seguro clicando no botão Doar com Pag Seguro na coluna à direita no blog









License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido