Magazine do Xeque-Mate

domingo, 29 de setembro de 2013

Evento da The Economist no Brasil debaterá o crescimento do Brasil... Mas entre os palestrantes Joaquim Barbosa e Tucanos? Que cheiro de golpe!

Xeque - Marcelo Bancalero

Pois é...
Ai os blogueiros limpos mas fedendo a merda do PIG, vão dizer que sou blogueiro sujo pago pela Dilma...

Mas vejam só isto...
O meu trabalho não é pautado no que o PT me pede pra fazer, e nem em dicas do governo...
E não tenho ajuda de custo nenhuma para passar meu domingão postando contra a oposição.

Mas tenho amigos nas redes sociais, e muitas das vezes, são desses amigos que recebo colaborações de verdades que você não vai encontrar na Veja, e nem assistir na Globo.

Dessa vez um amigo de um amigo meu, deu a dica... 
Assim via Márcio Srs  do Facebook, eu posto a verdade sobre a The Economist.  Assim, você vai entender como eu já disse aqui, que tinha um não, mas vários tucanos no meio do caminho.  Como assim...  
Um evento que vai debater a economia do Brasil e quem é candidato é a oposição?
E pra que o presidente do Facebook na América Latina?
Convidaram o Joaquim Barbosa pra que? 
O que o presidente do supremo tem haver com a politica econômica? Ou isso é oportunidade para pré-campanha?  Explique ai se puder!  
Olhe só os palestrantes convidados;
Antonio Anastasia, Governor of Minas Gerais
Joaquim Barbosa, Chief Justice of Brazil
Ana Dutra, Chief executive, Leadership & Talent, Korn Ferry
Luis Felipe d’Avila, President, Centro de Liderança Publica
Gustavo Franco, Chairman of the board and chief strategist, Rio Bravo Investimentos; Former governor of 
the Central Bank of Brazil
Rodrigo Galindo, Chief executive, Kroton Educacional
Nizan Guanaes, Chairman, Grupo ABC
Alexandre Hohagen, President of Operations, Latin America, Facebook
Marcos Jank, Managing partner, plataforma.agro
Bel Pesce, Founder, Faz Inova
Mauricio Lopes, President, Embrapa
David Marcus, President, Paypal
Marconi Perillo, Governor, Goias
Osvaldo Di Campi, Chief executive, Latin America, Alcatel Lucent
Javier Santiso, Managing Director,New Ventures, Telefónica; Author, "The Decade of the Multilatinas"
Leia;


Programa para o Brasil Summit 2013

São Paulo, Brasil
O Grand Hyatt, Av. Prof. das Nações Unidas, 13.301, Vila Cordeiro
Brasil Summit
Novos drivers de crescimento econômico
24 de outubro de 2013
São Paulo
A ascensão do Brasil tem sido uma das maiores histórias de sucesso econômico da última década . Níveis recordes de
investimento estrangeiro , milhões de pessoas retiradas da pobreza , e uma classe média em expansão criaram um
novo mercado vibrante para o comércio global. Mas agora o país está enfrentando PIB estagnado crescimento um mero
1 por cento em 2012 , como os motores que ascensão da potência Brasil na última década estão lutando para
novas fontes de combustível. Os investidores estão começando a virar a cabeça para outros mercados bem sucedidos da América Latina,
como México e Colômbia. Para continuar a sua marcha ascendente , o Brasil deve desbloquear novos drivers de desenvolvimento económico
crescimento. Brasil 2013 irá explorar fontes promissoras de crescimento e debater os modelos econômicos e políticos
que lhes permita prosperar.
• Qual o papel da inovação desempenham na condução do crescimento econômico?
• Como a tecnologia pode encorajar um melhor desenvolvimento sustentável?
• Como o setor de energia pode reinventar a economia brasileira ?
Criativo competitividade da unidade de classe • Can Brasil eo crescimento do emprego ?
• lições globais: o que criar modelos de negócios de alto valor em uma economia turbulenta ?
No ano passado, o governo do Brasil anunciou uma agenda promissora que visa promover um negócio saudável
ambiente - corte de impostos de folha de pagamento para os fabricantes e as tarifas de energia elétrica , e até mesmo lançando um plano para
privatizar a infra-estrutura. Enquanto o Brasil aguarda os resultados a longo prazo dessas novas políticas , as empresas são
forçado a operar sob condições muito menos favoráveis ​​- ou seja , a combinação de fita vermelho , pesado
impostos, crédito caro , rangendo infra-estrutura e uma moeda sobrevalorizada conhecido como custo Brasil .
Muitos acreditam que grandes reformas estruturais são necessárias para garantir o sucesso a longo prazo. A Summit Brasil 2013
Desenhe no pensamento Economist'ssharp e perspectiva distintamente global para se envolver em um debate animado sobre
o futuro do Brasil . Américas, editor da revista The Economist , Michael Reid, e São Paulo chefe de gabinete , Helen
Joyce , ao lado levando os decisores políticos e as mentes de negócios , irá desencadear um diálogo inteligente sobre o futuro
de progresso social e económico e explorar a questão de saber se o país pode ter sucesso em destravar
novos drivers de crescimento econômico.
Baixar programa completo (pdf) »
http://www.economist.com/node/21572951/programme

Sponsors for Brazil Summit 2013

Platinum sponsor
BNY Mellon is a global investments company dedicated to helping its clients manage and service their financial assets throughout the investment lifecycle. Whether providing financial services for institutions, corporations or individual investors, BNY Mellon delivers informed investment management and investment services in 35 countries and more than 100 markets. As of June 30, 2013, BNY Mellon had $26.2 trillion in assets under custody and/or administration, and $1.4 trillion in assets under management. BNY Mellon can act as a single point of contact for clients looking to create, trade, hold, manage, service, distribute or restructure investments. BNY Mellon is the corporate brand of The Bank of New York Mellon Corporation (NYSE: BK). Additional information is available on www.bnymellon.com, or follow us on Twitter @BNYMellon.
Platinum sponsor
Gold sponsor
Shell Brasil Petróleo Ltda.
www.shell.com.br
Business:  Energy
Shell is a global group of energy and petrochemicals companies, operating in Brazil since 1913. Our purpose is providing the energy required to meet society’s needs, with economic, social and environmental efficiency, now and in the future.  One of the big companies in the world in the Exploration and Production area, Shell, in Brazil, has one of its biggest technological challenges in the upstream segment. The oil extraction in deep waters in Parque das Conchas (BC-10) has consolidated the company’s investments in the country. Shell was the first private company to extract oil in Campos Basin after the opening of the market and currently has two FPSOs in operation, both in Campos Basin: FPSO Espírito Santo and FPSO Fluminense. The Downstream Business encompass Lubricants and Raízen, a joint venture (JV) for ethanol and sugar production, electricity generation and fuel supply, distribution and retail for transportation.
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting association
Supporting PR agency

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido