Magazine do Xeque-Mate

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Deu no Conversa Afiada - STF jamais reverá as penas. É para constrangê-lo, mesmo ! | Conversa Afiada

STF jamais reverá as penas. É para constrangê-lo, mesmo ! | Conversa Afiada


Publicado em 16/11/2012

STF JAMAIS REVERÁ AS PENAS. É PARA CONSTRANGÊ-LO, MESMO !

Os embargos, o recurso à OEA, a des-tropicalização do Rozin e a mobilização politica tem a função de tratar o STF pelo que ele é: um agente politico e partidário, responsável por um pesado “erro judiciário”
e ainda

Publicado em 15/11/2012

RUMO À OEA !
SUBMETER O STF À LUZ DO SOL

Foi essa Corte que submeteu o Supremo Tribunal Federal brasileiro ao opróbrio, por dar verniz “constitucional” à nefanda Lei da Anistia que os militares impuseram ao Brasil.

O Supremo considera o pau-de-arara Constitucional !
Saiu na capa da Folha (*) reportagem para aliviar a alma da Elite (especialmente a paulista que, por tradição, é separatista):

“Aposta (sic) de réus do mensalão tem histórico negativo no STF”.

Diz a reportagem aliviadora, um chá de erva cidreira para as vovós de Higienópolis, que os “embargos infringentes” são inúteis.

Só um se deu bem contra 54.


(…)
Saiu na vigorosa nota do PT que condenou o julgamento do mensalão:


http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2012/11/14/pt-stf-condenou-pelo-que-e-e-nao-pelo-que-fez/

o PT considera legítimo e coerente, do ponto de vista legal, que os réus agora condenados pelo STF recorram a todos os meios jurídicos para se defenderem.

Navalha

Os condenados no tribunal de exceção irão à Corte dos Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos, de que o Brasil é membro e cujas decisões tem que acatar.
Foi essa Corte que submeteu o Supremo Tribunal Federal brasileiro ao opróbrio, por dar verniz “constitucional” à nefanda Lei da Anistia que os militares impuseram ao Brasil.
O Supremo se deu o direito de considerar legal uma auto-anistia.
E foi implacavelmente derrotado no julgamento na Corte dos Direitos Humanos da OEA, apesar da douta defesa que o jurisconsulto Sepúlveda Pertence fez do estatuto militar.
Cedo ou tarde, o Brasil terá de curvar-se à decisão da OEA, como fizeram a Argentina e o Chile.
E despir o Supremo, aqui, internamente, também.
Assim deverá ser feito com o julgamento que a Globo e o Supremo montaram para condenar o PT, Lula e Dilma, na ordem.
Em que in dubio, pau no réu.
As cortes internacionais lançarão a desinfetante luz do sol sobre a fraude à teoria do domínio do fato.
Antes que 14 mil juízes a utilizem como na Alemanha Nazista.
Paulo Henrique Amorim

A Folha (*) não entendeu.
Os “embargos infringentes”.
O parecer do Rozin, o autor da teoria não-tropical do “dominio do fato”.
Tudo isso tem uma função política.
Enfrentar o STF no seu campo: o político.
Desmascarar o erro judiciário – como lembrou o Santayana, ao defender o Dirceu.
E expô-lo a todos os públicos, inclusive ao público internacional.
Como no caso da Lei da Anistia.
Esse Supremo é o Supremo que anistiou o Coronel Ustra.
Considerou o pau-de-arara Constitucional.
Agora vai ficar claro que esse Supremo é o que condena o Dirceu sem uma ÚNICA prova !
Paulo Henrique Amorim
(*) Folha é um jornal que não se deve deixar a avó ler, porque publica palavrões. Além disso, Folha é aquele jornal que entrevista Daniel Dantas DEPOIS de condenado e pergunta o que ele achou da investigação; da “ditabranda”; da ficha falsa da Dilma; que veste FHC com o manto de “bom caráter”, porque, depois de 18 anos, reconheceu um filho; que matou o Tuma e depois o ressuscitou; e que é o que é, porque o dono é o que é; nos anos militares, a Folha emprestava carros de reportagem aos torturadores.

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido