Magazine do Xeque-Mate

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Então vamos lá... Queda de Temer Brasil X Allende Chile



É triste ver nossos irmãos caminhoneiros por não aprenderem com o próprio erro de um passado recente, e desconhecer a história dos golpes no mundo, se permitirem novamente , serem utilizados como massa de manobra para golpistas.
Não quero dizer que o  que acontece no Brasil cumprirá à risca o que aconteceu  com Allende no Chile e o golpe dado por Pinochet. São momentos e interesses diferentes, porém, os interessados são os mesmos. Coloco para vocês dois textos imprescindíveis, para que façam a costura e possam por si mesmos, chegar a uma conclusão, que para é óbvia, mas não me cabe induzir a ninguém a uma opinião final. Não sou a Globo, nem nenhum blogueiro reacionário para fazer isso. Creio que com um  mínimo de inteligência, qualquer leigo no assunto, consegue nas linhas e entre-linhas dos fatos entender o que proponho.

Vamos lá....
Primeiro um pouco de história....

No dia 27 de outubro de 1972 caminhoneiros chilenos pararam seus veículo. Não eram assalariados, mas sim proprietários de caminhões. Naquele mês de outubro Salvador Allende havia nacionalizado uma pequena firma transportadora do extremo sul do país, em Aysen.  A decisão da greve foi anunciada por Leon Vilarin, o líder da organização dos caminhoneiros.

O Chile daqueles tempos trazia uma agenda social progressista.

No início de 1972 o estado controlava as riquezas naturais e as indústrias básicas do país. O estado chileno controlava 30% do crédito, 85% das exportações e 45% das importações. O programa de saúde havia reduzido a mortalidade infantil, através de várias campanhas sanitárias e de nutrição, como a distribuição de ½ litro de leite diário a cada criança até 14 anos. Em 1971 o PIB havia crescido 8% contra uma média de 2.7% entre 1969 e 1970.

Os caminhoneiros, é sabido, não gostavam disso.

A greve dos caminhoneiros foi orquestrada pelos EUA, da mesma forma que orquestraram a greve dos caminhoneiros que derrubou Allende.  Sabemos que León Villarín, líder dos caminhoneiros em greve, era um agente da CIA filiado ao Iadesil – Instituto Americano para o Desenvolvimento do Sindicalismo Livre, com sede nos EUA. E ficou provado que a Cia financiou os caminhoneiros em greve. Mais de 100 sindicalistas foram enviados pela AIFL à Virginia para fazerem cursos e receber treinamento e regressando ao Chile se engajavam como profissionais nas organizações dos trabalhadores.

O Iadesil se dedica a formar dirigentes sindicais em toda a América Latina para se oporem “a ameaça de infiltração castrista”. Na época o Iadesil recebia recursos do Fundo Kaplan, intermediário financeiro da Cia, da Usaid e das grandes empresas transnacionais, entre elas a ITT, Grace, Rockefeller, Shell, Standard Oil, United Fruit y Kenneccott…

Toda a ação da reação contra Allende se desenvolveu, curiosamente, coincidente com os planos de subversão da ITT-CIA, denunciados pelo jornalista Jack Anderson, do Washington Post. O plano consistia em:

a)    Provocar a deterioração da situação econômica.

b)    Ação psicológica através dos meios de comunicação;

c)     Trabalho divisionista nas Forças Armadas.

d)    Preparação de grupos paramilitares

A Sociedade Interamericana de Imprensa – SIP – interagia com os grandes jornais do continente garantindo cobertura “fiel” aos fatos. Durante a campanha de Allende, o presidente da SIP era nada menos que Agustin Edward, o chefe do clã dono do Mercúrio e, a partir de 1973, assumiu a direção outro chileno, Raul Silva Espejo, diretor do Mércurio. Na campanha contra Allende atuava também o jornalista Federico Willoughby McDonald, assalariado da CIA. Esse Centro treinou, em 1972, 400 pessoas para ações terroristas urbanas. Willoughby, como prêmio, em 1973 ganhou o posto de assessor de imprensa de Pinochet. Weellock aparece como mentor de outros golpes de estado na página 540 do livro “Who’s Who em CIA”.

“O matutino  El Mercurio, segundo os documento da ITT recebia orientação da Usis, o serviço de informações da embaixada dos EUA. Posteriormente, com a desclassificação dos documentos da Cia, em 1998, comprovou-se que o jornal recebia grandes quantidades de dólares e que o USIS “ajudava” nos editoriais e outros artigos de opinião.

Agora um texto que fala  sobre minhas preocupações...
do comp@ Francisco Costa​

EU SABIA, DESDE O INÍCIO

Entendi a greve dos caminhoneiros não como uma greve política, mas de pauta econômica mesmo: o empresariado do setor está sentindo na carne a internacionalização  dos preços dos derivados do petróleo e fez um lock out (greve burguesa, de empresários).
Logo a direita e os fascistas, inclusive a Globo, se aproveitaram (a maioria dos vídeos pedindo golpe militar foi compartilhada de páginas fascistas, direitaças, e os manifestantes não eram caminhoneiros, mas militantes, conferi muitas).
Desde o início entendi que a esquerda deveria dar apoio, para não deixar espaço para que a direita, principalmente os fascistas, ocupasse espaço.
Os informes nos dão conta que diversos aeroportos já estão fechados para decolagens, por falta de combustível e falta combustível também para os carros fortes, de maneira que as agências bancárias e caixas eletrônicos ficarão sem dinheiro. As frotas de transporte coletivo estarão ainda mais reduzidas, amanhã, e já começa a faltar gás de cozinha nos depósitos.
Muitas vezes na vida assumi posições que me deixaram em dúvidas, depois, inseguro, principalmente no transcurso de greves (Lula já reclamou de sentir isso também, é o peso da responsabilidade, de se estar mexendo com a vida de muitos) e hoje, confesso, diante da quantidade de companheiros que discordaram da minha posição me senti inseguro, mas estou recuperado.
As nossas principais lideranças têm o entendimento que esta greve pode derrubar Temer, e que devemos ajudar nisso.
Os jornalistas de esquerda, os progressistas, acreditam que o nosso lado é junto com os caminhoneiros.
A CUT deu apoio, oficialmente, aos caminhoneiros.
Nos chegam notícias que em diversos pontos do país membros do MST e assentados estão passando comida para os caminhoneiros.
Os líderes do movimento, todos empresários, tiveram uma reunião de negociação, com Temer e a equipe econômica, que terminou num impasse, com os sindicalistas abandonando a reunião e avisando que a greve continua.
Temer ofereceu a quarta redução no preço do diesel, em quatro dias consecutivos, e não aceitaram, exigindo o retorno dos cálculos de preços aos padrões usados pelo PT, um puta avanço.
Vou repetir: querem que o Brasil rompa esse maldito acordo, feito por Temer, Meirelles e Parente, e volte à política de preços do governo Dilma, UM PUTA AVANÇO, quase um reconhecimento de terem feito merda ao apoiarem o golpe.
Por fim, o deputado Paulo Pimenta visitou Lula, hoje, no cárcere, e lhe passou o informe da greve, tendo como resposta um largo sorriso do presidente, que afirmou: avisa que eu estou voltando, manifestação de quem tem olho de águia, que enxerga longe, coisa só dos gênios.
Hoje a Comissão de Constituição e Justiça do Senado – CCJ, presidida por Ronaldo Caiado e tendo por Relator o Anastasia, aprovou o indicativo de lei para eleições indiretas, caso Temer caia (claro que é uma armação para colocar um tucano), só que isto tem que ir à plenário e ser votado em dois turnos, para depois ir para a Câmara, o que quer dizer que Temer precisa cair rápido, antes que esta bosta passe.
Todo o nosso apoio aos grevistas. Se o preço a pagar pelo retorno à legalidade constitucional é o caos, que venha o caos.
Como diria o Prefeito Odorico Paraguassu, “estou de alma lavada, enxaguada e no varal do alívio”: a minha posição foi bola dentro, desde o início.

Francisco Costa​
Rio, 24/05/2018.

Queda de Temer Brasil X Allende Chile

Nota do PT: Governo entreguista criou crise dos combustíveis

A paralisação do transporte rodoviário no país é resultado direto da política irresponsável de preços de combustíveis da Petrobras sob o governo golpista, que atingiu primeiramente a população mais pobre, com os aumentos escandalosos do gás de cozinha. Trata-se de uma crise anunciada e agravada pelo noticiário da Rede Globo, que estimula a corrida aos postos e supermercados, além da especulação com preços dos alimentos. A Globo investe na crise, como fez em 2013 e ao longo do golpe do impeachment de 2016.

O protesto contra a alta dos combustíveis é justo. Foram absurdos 229 reajustes no preço do diesel nos últimos dois anos. Nos 12 anos de governo do PT, foram apenas 16 reajustes.

Na época dos governos do PT os preços do diesel, da gasolina e do gás acompanhavam os preços internacionais em ciclos longos. Os reajustes eram feitos de forma espaçada e moderada, conciliando os interesses da empresa com os interesses maiores do bem-estar público e da eficiência global da economia. Já a gestão golpista da Petrobras adotou uma política de transferência compulsória e imediata das oscilações internacionais para o mercado interno e de maximização dos preços dos derivados, com o intuito único de remunerar os acionistas e tornar a empresa atrativa para as privatizações setoriais a que é atualmente submetida. Tal política, que trata a Petrobras como se fosse uma bolha privada desconectada do interesse nacional, provocou uma volatilidade absurda dos preços, que passaram a ser reajustados, em alguns casos, de forma praticamente diária.

É por isso que o preço do diesel no Brasil está hoje bem acima do preço internacional do produto (56% acima). É por isso que o Brasil está com a segunda gasolina mais cara do mundo. É por isso que a população mais pobre não consegue mais comprar botijões de gás. É por tal razão que a economia brasileira está paralisando. É por isso que o Brasil está importando cada vez mais combustíveis de grandes petroleiras norte-americanas, como Chevron, Exxon, etc.

Além disso, a direção entreguista da Petrobras reduziu em cerca de 30% a produção de combustíveis em nossas refinarias, abrindo o imenso mercado brasileiro para a importação de combustíveis. Nossas importações de derivados norte-americanos subiram de 41% para 82%. Estamos exportando óleo cru, ao invés de refiná-lo aqui mesmo, e comprando combustível mais caro no estrangeiro, que muitas vezes é produzido a partir do nosso petróleo. É uma estratégia suicida, que visa a atrair investidores para a privatização da Petrobras. Um crime contra a economia popular e contra a soberania nacional.

Neste contexto, é meramente paliativa a ideia de zerar os impostos federais sobre combustíveis (objetivo das grandes empresas de transporte que se aproveitaram do movimento para realizar um locaute). A volatilidade dos preços internacionais e do câmbio vai continuar a gerar novos aumentos. Além disso, o custo fiscal dessa proposta, que incide sobre o PIS/Cofins, recairá fatalmente sobre o orçamento de programas sociais e políticas públicas, como a do seguro desemprego, que beneficiam o povo mais pobre. Além de inútil, a proposta do governo golpista é injusta.

O acordo anunciado nesta noite (24/05) confirma essas fragilidades, já que, além de não revolver adequadamente o problema, vai onerar a União, que terá de remunerar a Petrobras caso ela tenha algum prejuízo com as medidas tomadas. Trata-se de uma total inversão de valores, na qual os interesses privados dos acionistas da empresa se sobrepõem aos interesses públicos.

A saída para mais esse desastre do governo golpista está na recuperação da Petrobras e do papel estratégico que nossa maior empresa sempre exerceu no país, inclusive na regulação dos preços dos combustíveis. É urgente reverter a política ultraliberal de Pedro Parente, que trata a Petrobras como se fosse uma empresa privada, com foco no lucro de quem detém ações (grande parte estrangeiros), em detrimento do maior de todos os acionistas: o povo brasileiro.

A reversão deste processo, em benefício do país e do povo, só será possível quando tivermos um governo eleito pela maioria, com legitimidade para enfrentar as pressões do mercado, ao invés de submeter-se a ele como fazem Michel Temer e Pedro Parente. Esta é mais uma razão para lutarmos pela liberdade de Lula e pelo direito do povo de votar livremente num projeto de país melhor e mais justo, um país soberano, com desenvolvimento e inclusão social.

Alertamos, por fim, para as tentativas de manipulação política da paralisação dos transportes e suas consequências. Uma crise dessas dimensões, diante um governo que já não tem sequer a capacidade de dialogar, por absoluta falta de credibilidade, pode se transformar em terreno fértil para aventuras autoritárias. Principalmente porque o campo dos golpistas não consegue apresentar uma candidatura e um projeto de país com viabilidade eleitoral. O PT defenderá sempre as soluções democráticas e justas para o país.

Pela recuperação plena da Petrobras e de seu papel estratégico!

Por uma política justa e soberana dos preços de combustíveis!

Por eleições livres e democráticas!

Lula Livre! Lula Presidente!

Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT

Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara dos Deputados

Lindbergh Farias, líder do PT no Senado Federal

http://www.pt.org.br/nota-do-pt-governo-entreguista-criou-crise-dos-combustiveis/


by  https://www.facebook.com/marcelo.bancalero/posts/1616364575079567


Para compreender melhor o porquê dessa nossa insistência peço que leia as matérias dos links abaixo e nelas, siga também os demais links que ajudam a costurar um conhecimento importante que será imprescindível para limpar as manchas do legado do  e história do PT nesta nação.

Eliminando a Raiz do Golpe #STFtambémErra  https://www.youtube.com/playlist?list=PLM0ooL8agMam1xXA4coxdmApCuf6NKokj


Para amedrontar ainda mais o STF...Xadrez do pós-Temer e as eleições, por Luis Nassif https://xeque-mate-noticias.blogspot.com.br/2018/03/para-amedrontar-ainda-mais-o-stfxadrez.html

#PizzolatoInocente PRA MATAR O GOLPE NA RAIZ ASSINE A PETIÇÃO pela absolvição de Pizzolato 
 https://xeque-mate-noticias.blogspot.com.br/2018/03/pra-matar-o-golpe-na-raiz-assine.html                                                                                  https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1613573102025381&set=a.131534026895970.19582.100001181203529&type=3

Saiba mais porque isso pode acabar com o golpe de hoje nos links abaixo;


 #SejaInstitutoLula
https://xeque-mate-noticias.blogspot.com.br/2018/03/sejainstitutolula.html 

Assine o Manifesto Eleição sem Lula é fraude #LulaLivre 
https://xeque-mate-noticias.blogspot.com.br/2018/03/manifesto-eleicao-sem-lula-e-fraude.html

Nos ajude a matar o golpe na raiz, assine a petição pela absolvição de Henrique Pizzolato
https://xeque-mate-noticias.blogspot.com.br/2018/03/pra-matar-o-golpe-na-raiz-assine.html


Queridos comp@s Conheça meu trabalho em
 http://xeque-mate-noticias.blogspot.com.br/2015/09/vistaessacamisa-pela-democracia-e.html 

Meu trabalho é voluntário e para que ele continue dependo dos meus comp@s colaboradores para isso. Comp@ ... Como mudei para o RJ, e perdi meus documentos e meu cartão da Caixa, não tem como sacar as doações para o blog na conta antiga, e ainda não tenho como abrir uma nova... Assim, estarei utilizando a conta do meu comp@ que divide o aluguel e despesas comigo por aqui para receber a ajuda dos colaboradores desta minha luta. Graças a anjos petralhas que tem me dado auxílio aqui desde minha chegada, não precisei pedir ajuda, mas não quero ser pesado a alguns, e logo, não precisarei incomodar mais ninguém. Quem puder participar com qualquer quantia, mesmo R$5,00 que pode ser depositado pela lotérica, tem um grande valor para minha alimentação e moradia e para que eu continue nesta luta pela democracia e justiça social, Lutando dia e noite contra os ataques dessa mídia Agência 2955 Operação 023 Conta 00006779-0 RUBENS APARECIDO DE ALMEIDA CPF 89144589891 Criei uma parceria com a Magazine Luíza e criei a loja virtual Magazine do Xeque-Mate . Agradeço desde já https://www.magazinevoce.com.br/magazinedoxequemate/ PS: A loja virtual é um teste que estou fazendo, nem sei direito como cai funcionar, não deixe de ser um colaborador do blog com suas doações WHATSAPP 15998360731 FACEBOOK https://www.facebook.com/marcelo.bancalero Twitter @BancaleroXequeM

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido