Magazine do Xeque-Mate

sábado, 25 de julho de 2015

Chico Sá fez o desafio... Quem vai ter a ousadia de aceitar? O que tem escondido na Caixa Preta de Catta Preta?



Xeque - Marcelo Bancalero

As informações do Valor e do Tijolaço nos remetem a pensar  em Cunha...
Mas não consigo deixar Aécio de fora, nem com a anta do  Merval também pedindo  investigação sobre sua desistência.
É que quando tem cheiro de podre, tem abutre  vestido de tucano por perto.
A dica é da comp@ Helena Pahl , que mesmo  estando longe, na Alemanha, não deixa de cuidar de seu país. Ela é mais uma entre muitas amigas e amigos que tenho, que trás o grito dentro do peito #EuAcreditoNoBrasil http://goo.gl/m06G7H
Ela postou o seguinte;
Pois é, mais um dos mistérios da operação Lava Jato. Recebeu milhões dos delatores, renunciou aos casos e sumiu para Miami. Se até obras de arte foram apreendidas em residências dos acusados, de onde vieram esses milhões e por que o competentíssimo Moro não bloqueou esse dinheiro ?"  Helena
Leia as matérias para entender...
or que afinal...
Eu não acredito que algum jornalismo investigativo da Globo ou Veja vai aceitar o desafio de Chico Sá.
Investigue você mesmo... 
Não engula calado!


https://twitter.com/xicosa/status/624491712304533505


O estranho caso da advogada que abandonou clientes que fizeram delação premiada

Postado em 24 de julho de 2015 às 2:36 am
image
Do tijolaço:
Pode ser “teoria da conspiração” ou não, mas é estranhíssimo o desligamento da advogada Beatriz Catta Pretta dos clientes que fizeram delação premiada na Operação Lava Jato.
Para recordar: Catta Pretta foi a responsável por levar Paulo Roberto Costa (com quem aparece na foto do post)`a época defendido pelo criminalista Nélio Machado (que era contrário a isso), a fazer um acordo com o Ministério Público e o Juiz Sérgio Moro, em agosto do ano passado.
De lá para cá tornou-se a representante dos principais delatores: além de Costa, Augusto Mendonça (Toyo Setal), Pedro Barusco e Júlio Camargo, que denunciou o achaque de Eduardo Cunha.
Todos eles, nos acordos que ela orientou, aceitaram deixar de defender-se, aceitaram penas e assumiram devolução de dinheiro roubado e multas judiciais.
Agora, de repente, Beatriz abandona tudo e, diz a Folha, vai embora do Brasil, possivelmente, segundo o jornal, para trabalhar em Miami.
Justamente depois que seu cliente Julio Camargo relatou não apenas os tais achaques de Cunha, mas também o medo de retaliações.
Algo muito estranho há nesta história.
Catta Preta incendiou o caso da Lava Jato com as delações e agora some, por um passe de mágica?


  

Advogada de delatores da Lava-Jato renuncia a todos os clientes

SÃO PAULO  -  
A advogada Beatriz Catta Preta, que negociou os principais acordos de delação premiada na Operação Lava Jato, está se desligando de todas as ações relacionadas à causa.

Criminalistas que atuam na defesa de réus que foram clientes da advogada confirmaram que ela decidiu se desligar de todos os casos que conduzia para se mudar de país. Um dos locais apontados seria Miami (EUA), onde ela tem um escritório desde o ano passado.
Na segunda-feira, dia 20, ela apresentou à Justiça Federal petição informando seu desligamento da defesa do ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco.
Beatriz também se desligou da defesa de clientes que não estão sendo investigados pela Operação Lava-Jato, como o empresário Lúcio Funaro.
"Ela enviou um e-mail pedindo que eu indicasse outro profissional no prazo de dez dias para substituí-la nos processos em que era minha procuradora", afirma Funaro, que era cliente da advogada há quase dez anos. A mensagem foi enviada na segunda-feira, de acordo com o empresário.
Há duas semanas, a CPI da Petrobras aprovou a convocação de Beatriz para dar explicações sobre como seus clientes estão custeando suas respectivas defesas.
Nos bastidores, a manobra foi citada como uma retaliação ao fato de ela ter obtido no Supremo Tribunal Federal (STF) o cancelamento das acareações da CPI com Barusco.
Dois dias depois, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) enviou um ofício à CPI da Petrobras para tentar reverter a convocação.
Além de Barusco, a advogada foi responsável por representar o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, o lobista Julio Camargo e o executivo da Toyo Setal Augusto Mendonça Neto.
Julio Camargo
Na sexta-feira, dia 17, Julio Camargo oficializou como seu novo defensor o advogado Antônio Figueiredo Basto, que também é responsável pela defesa do doleiro Alberto Youssef, também delator na Lava-Jato.
A mudança ocorreu depois da audiência em que disse ao juiz Sergio Moro ter pago R$ 5 milhões em propina ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
"Julio nos procurou depois da audiência e acertamos. Não vou comentar a saída da doutora Beatriz Catta Preta. Foi escolha dele", afirmou Figueiredo Basto na ocasião.
Procurada pela reportagem, Beatriz Catta Preta não foi localizada.



Como  não recebo dinheiro do meu partido como os blogueiros do PSDB http://goo.gl/aynMJj , e preciso comer, pagar aluguel, pagar a internet...
Alguns comp@s tem me ajudado, mas  preferia a ajuda de R$10,00 de alguns, do que  ser pesado a apenas a uns  poucos comp@s
Se puder me ajudar mais uma vez, fico muito grato...

Qualquer valor já ajuda.

Ajude-nos a continuar desfazendo as falácias dessa mídia golpista.


Você pode fazer isso com deposito de qualquer valor para Marcelo Bancalero Conta CAIXA ECONÔMICA ag. 2196 operação 023 c/c 00004488-3 CPF 125120428-71

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

SHARE THIS

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido