Magazine do Xeque-Mate

sábado, 18 de outubro de 2014

Bomba! Deu hoje no portal UOL -MP mineiro aponta sumiço de R$ 1 bilhão da Saúde no governo Aécio

Xeque - Marcelo Bancalero

A dica veio da comp@ Flávia Pais que disse tudo;

""Como é que o candidato vai explicar essa? Tirando a Justiça do ar? Dizendo que o MP é do PT? Ou falando que é tudo mentira dos "blogs sujos" financiados?"


Assim que saiu a noticia,tanto o UOL como a Folha retiraram a matéria do ar...
Por que será né?
Mas basta clococar o títuloda matéria no Google que aparece  prova que ela foi ao ar...   
Escreva 

Promotoria de MG aciona Estado por suposta fraude na gestão Aécio



Na sequência outra dica da comp@ Mary Chaves Atual via Vander Neves ...


MISTERIOSAMENTE SUMIRAM OS DOCUMENTOS QUE INCRIMINAM Aécio Neves,
LOGO APÓS O DEBATE DA BANDO, o Site do TRIBUNAL DE CONTAS DE MINAS SAIU DO AR... ???QUEM DEVE, TEME...



Mas ainda bem que o Blog Limpinho e Cheiroso tinha guardado os documentos para podermos mostrar...
Pois é...

 - Atualizada às 

MP mineiro aponta sumiço de R$ 1 bilhão da Saúde no governo Aécio

Segundo o governo mineiro, parte da verba foi repassada à Companhia de Saneamento de Minas Gerais. A empresa, no entanto, nunca recebeu o valor

JULIANA DAL PIVA
Rio - O Ministério Público denunciou ontem o desaparecimento de R$ 1,017 bilhão do estado de Minas Gerais ocorrido durante o ano de 2009 quando o governador era Aécio Neves — atual candidato à presidência da República pelo PSDB. O valor deveria ter sido empregado pela Secretaria de Saúde, em acordo com o mínimo constitucional estabelecido de 12%, mas, segundo o governo mineiro, parte da verba foi repassada à Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa). A empresa, no entanto, nunca rebeceu o valor.
Na ação proposta, o MP mineiro cita relatório do Tribunal de Contas estadual que no ano de 2009 observou que o total empregado na Saúde foi de R$ 3,36 bilhões, dos quais R$ 1,017 bilhão “foram consignados a título de investimento nas empresas controladas pelo estado, para serem executados pela Copasa, por meio de investimentos em saneamento básico”.
A manobra é considerada ilegal pela promotoria, mas a denúncia ressalta o fato de que uma auditoria externa realizada pela Ernst & Young — Auditores Independentes S/S verificou que o valor não consta das transferências nas contas da Copasa.




Documento denuncia sumiço de R$ 1,017 bilhão que deveriam ir para a saúde no governo de Aécio
Foto:  Reprodução

“Conforme se observa do parecer apresentado pelos auditores, relativo ao balanço patrimonial de exercício de 2009, não foram encontradas transferências de recursos do Estado de Minas Gerais para a Copasa, a título de investimentos em saúde pública na forma de ações em saneamento básico”, informa o documento.
O MP também observa que a auditoria encontrou apenas uma transferência do estado mineiro para a empresa de saneamento no ano de 2009 sob o valor de R$ 1 mil. “Mesmo assim sob a rubrica de ‘outras’ no campo que deveria especificar o detalhamento do investimento. Dessa forma, ainda mais evidente a impossibilidade de consideração dessa Companhia no cômputo de investimentos”, diz o texto.
Na ação, a promotoria pede que o estado explique o que ocorreu e devolva o valor ao Fundo Estadual de Saúde. Segundo o MP, a manobra de verba fez com que o mínimo constitucional não fosse cumprido no ano de 2009. Para atingir o valor, o governo listou o emprego de programas que não configuram como ações de promoção de saúde e, ao retirar esses ítens, o total destinado foi apenas de 7,48%.
“O governo estadual registra em seus balanços o índice de 15,44% para aplicações em ASPS, nota-se expressiva redução em tal percentual quando da retirada das parcelas relativas às ações que, não apresentando os atributos de gratuidade e universalidade , não são aptas a figurarem como aplicações em saúde”, afirma o documento.




Aécio disse que não tomou conhecimento sobre a ação proposta pelo Ministério Público
Foto:  Murillo Constantino / Agência O Dia

A análise técnica do TCE sugere ainda que o estado diminua as verbas à Copasa já que o total de repasses públicos “quase triplicou entre 2004 e 2009”.
Desde 2003 mais R$ 3,4 bi sumiram

Ministério Público já propôs duas outras ações em 2010 sobre repasses da Secretaria de Saúde que supostamente foram empregados na Companhia de Saneamento de MG. O valor desaparecido, no entanto, é de R$3,4 bilhões e refere-se a repasses do período de 2003 a 2008 — período que compreende aos dois mandatos de Aécio Neves. Tramita na 5ª Vara de Fazenda do TJ-MG uma ação para recuperar o valor e realocá-lo na conta do Fundo Estadual de Saúde. O processo está em fase de perícia das contas do estado.
O MP também propôs ação de improbidade administrativa contra Aécio Neves, governador do período. Na ocasião, o tucano entrou com recurso defendendo que apenas o procurador-geral do Estado poderia propor ações contra o governador. A promotoria recorreu dizendo que quando a ação foi proposta ele não tinha mandato, já que estava em campanha para o Senado. O caso aguarda julgamento do recurso na 2ª instância do TJ-MG.
Governo diz que não foi notificado
Procurado, o governo de Minas Gerais respondeu por meio de nota que até o momento não recebeu notificação a respeito de novos questionamentos do Ministério Público sobre investimentos do Estado em saúde. “O Estado de Minas Gerais irá se pronunciar quando for notificado”, informa a nota.
O governo reiterou que cumpre desde 2003 o “percentual obrigatório de 12% previsto na Constituição Federal no setor de saúde”. A administração estadual segue as determinações e instruções normativas do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MG).
O ex-governador e candidato à presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, também foi procurado e disse que não tomou conhecimento sobre a ação proposta pelo Ministério Público durante a sua gestão.
A ação proposta hoje foi realizada pelas Promotorias de Justiça Especializada de Defesa da Saúde e do Patrimônio Público e foi distribuída na 4ª Vara de Fazenda do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. A investigação do caso ocorre há dois anos.
http://odia.ig.com.br/eleicoes2014/2014-10-17/mp-mineiro-aponta-sumico-de-r-1-bilhao-da-saude-no-governo-aecio.html

Para ler e guardar: Todos os documentos “sumidos” do site do Tribunal de Contas de Minas, que incriminam Aécio


Aecio_Debate02
Dica de Jaime 
No debate da TV Bandeirantes,, realizado na terça-feira, dia 14/10, quando a presidenta Dilma Rousseff dissertava sobre as falcatruas do candidato carioco-mineiro, Aécio Neves, em seu estado natal, ela pediu para os eleitores verificarem no site do Tribunal de Contas do Estado Minas Gerais a veracidade do que estava dizendo. Devido aos inúmeros acessos [sic], segundo nota do tribunal de contas mineiro, a página da entidade ficou indisponível. Além disso, o jornal Folha de S.Paulo denunciou que os documentos citados pela candidata petista haviam “sumido” do site do TCMG. Para não haver mais problema, abaixo estão todos os arquivos para serem lidos e divulgados.

Clique para ler:

http://limpinhoecheiroso.com/2014/10/16/para-ler-e-guardar-todos-os-documentos-sumidos-do-site-do-tribunal-de-contas-de-minas-que-incriminam-aecio/




Atenção!
As informações abaixo são muito importantes se você quer ajudar a manter o Brasil no rumo certo!
Curta, compartilhe as páginas abaixo;


               Compartilhe13
Pagina do Blog Xeque-Mate-Noticias

                     Quero + Brasil 
                                                       


                                                                    

                                                                                              Xeque-Mate 1    Xeque Mate 2
Assista aos vídeos dos importantes Canais You Tube Quero+BrasilPolitica in Natura para ApoliticosXeque-Mate-Noticias Mundo VirtualE não se esqueça de inscrever-se nos  Canais!
E por favor!Preciso de sua ajuda para continuar meu trabalho pois +Quero Mais Brasil
Se como eu você diz aos seus seguidores Quero + Brasil um Brasil de Verdade e Em 2014 Sou Mais Dilmais com postes de Lula pelo Brasil ajude-nos a continuar nossa luta!
Você pode fazer isso com deposito para Marcelo Bancalero Conta CAIXA ECONÔMICA ag. 2196 operação 023 c/c 00004488-3 — com Marcelo Xeque Mate Bancalero.
ou pelo Pag Seguro UOL em pode usar o link do Pag Seguro clicando no botão Doar com Pag Seguro na coluna à direita no blog

    License Creatve Crommons

    Postagens populares

    Arquivo do blog

    Anuncios

    Anuncios
    Custo Benefício Garantido