Magazine do Xeque-Mate

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Aniversário dos 30 anos da CUT no Pavilhão vera Cruz - ABC

Xeque - Marcelo Bancalero

Com falas que ficarão marcadas na memória de muitos dos presentes, ex- presidentes da CUT, personalidades dentre estas o ex-presidente Lula, deixaram marcados este ato, com falas  que ficarão marcadas na memória dos presentes.

Assista o vídeo com alguns momentos e leia o artigo do ABC Maior;


Você deveria ver também;
Lula sem papas na língua...
Pra tristeza da oposição Lula...
Qual dos muitos  PT's que somos....
Lula chama de canalha e imbecil....
Em discurso como nos velhos dias...



Lula defende reforma política em evento de 30 anos da CUT
Evento no vera Cruz reuniu cerca de duas mil pessoas entre dirigentes e personalidades.
ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala a dirigentes sindicais e personalidades no ato da CUT em São Bernardo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a adoção de uma reforma política para mudar o País ao falar no evento de comemoração dos 30 anos da CUT (Central Única dos Trabalhadores), na noite desta quarta-feira (28/08), no pavilhão Vera Cruz, em São Bernardo. Lula disse estar confiante na capacidade de a presidente Dilma Rousseff dar respostas para a população que se mobilizou em junho em torno de várias reivindicações.
“Não tem que ficar preocupado quando as pessoas querem mais”, disse Lula para cerca de duas mil pessoas, entre as quais dirigentes políticos e sindicais, muitos deles de países da América latina, Europa
e África. “Está todo mundo ficando mais exigente”, afirmou o ex-presidente, que falou após  discurso do atual presidente da CUT, Vagner Freitas. Antes, falaram outros dirigentes da entidade como Jair Meneguelli, Vicentinho, João Felício, Artur Henrique e Sérgio Nobre.
“Mas não existe nenhuma possibilidade de se mudar o País se não tiver uma reforma política”, disse Lula, que também defendeu um dos principais pontos da reforma política: o financiamento público de campanha. “Com o financiamento público, fica mais barato fazer campanha neste País.
As campanhas estão cada vez mais caras e vai ficar cada vez mais difícil para um trabalhador se eleger”, defendeu o ex--presidente.
Para Lula, o momento mais difícil que viveu foi quando, em 2005, a CUT, o MST e outros movimentos sociais se mobilizaram para defendê--lo diante das pressões criadas com as denúncias do chamado Mensalão. “Foi quando o Feijoó (Antonio Lopez Feijoó, ex-presidente do Sindicato dos
Metalúrgicos do ABC) disse ‘Mexeu com o Lula, mexeu com a gente’. Isso colocou muita gente de orelha em pé”, falou Lula numa referência à tentativa de um impeachement ensaiado pela oposição ao seu
governo.
O  evento no vera Cruz reuniu cerca de duas mil pessoas entre dirigentes e personalidades
ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fala a dirigentes sindicais e personalidades no ato da CUT em São Bernardo


http://www.abcdmaior.com.br/imagens/upload/jornal/620.pdf

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido