Magazine do Xeque-Mate

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

MP e PF, esquizofrênicos, perseguem Lula, vazam informações e agridem o estado de direito — É a Triplo X

Xeque - Marcelo Bancalero

O texto que  com o qual fui agraciado pelo e-mail, e tenho a honra de  trazer dispensa meus  comentários 
Deixo-vos com as palavras do meu amigo o jornalista Davis Sena Filho

MP e PF, esquizofrênicos, perseguem Lula, vazam informações e agridem o estado de direito — É a Triplo X

Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, certamente, é o homem mais investigado do Brasil, bem como o mais aviltado, agredido, desrespeitado e ofendido, não somente politicamente, mas, sobretudo, moralmente. Não sou do tempo de Getúlio Vargas, e, ao ler no decorrer dos anos sobre o grande estadista brasileiro pertencente à corrente política trabalhista, ficava a imaginar o clima politico pesado e violento que o gaúcho fundador do Brasil moderno vivenciou até sua morte.

Na verdade, o suicídio do estadista gaúcho impediu que o golpe de direita acontecesse em 1954, sendo somente possível em 1964, com a queda do também trabalhista e herdeiro politico de Getúlio, o grande presidente João Goulart. Contudo, o assunto é o Lula, que, apesar de não estar no poder, jamais é esquecido pela casa grande escravocrata brasileira, que o persegue de todas as formas e maneiras. É imperdoável para a plutocracia que Lula chegasse à Presidência, e, mais do que isto, governasse com competência ao ponto de sua administração ser reconhecida internacionalmente.

A perseguição acontece e creio que seja com a mesma estratégia perversa usada pelas “elites” contra Getúlio e Jango. Perseguição por intermédio de manchetes mequetrefes e algozes dos grandes jornais, que são propriedades de magnatas bilionários, contumazes sonegadores de impostos, praticantes do mais baixo e rasteiro jornalismo, evidenciado por empregados pagos a peso de ouro para fazerem a parte suja dos interesses políticos e econômicos de seus patrões.

Bilionários que tem lado, opção partidária, cor ideológica (a preta do fascismo), além de serem historicamente golpistas, porque estiveram à frente no passado e agora no presente de todas as tentativas de golpes, os que se concretizaram e os que estão a caminho, de acordo com a estratégia deles junto a promotores, procuradores, delegados da PF e juízes, que formaram um consórcio dentro do Estado, como se fosse uma milícia incontrolável, sem limites e disposta a, inclusive, mandar às favas o estado de direito e a democracia brasileira.

O general Golbery do Couto e Silva, que não era santo, e o jurista Sepúlveda Pertence, que não dava ponto sem nó, disseram, cada qual em seu tempo quando no poder, que criaram um monstro. O monstro é exatamente o Ministério Público, que não responde a ninguém e faz o que faz, como, por exemplo, tentar quebrar a Petrobras, atingir Dilma Rousseff e, quiçá, derrubá-la do poder, bem como desconstruir totalmente a imagem de Lula, considerando-o “ladrão” e, se tiver “sorte”, prendê-lo,

Acontece que o buraco é mais embaixo, porque Lula e sua família, que está sempre na mira do MP politizado e partidário, assim como da imprensa mais corrupta e elitizada do mundo, não é ladrão, como também não o eram Leonel Brizola, João Goulart e Getúlio Vargas, que também em suas épocas foram duramente investigados e chamados aos quatros cantos de ladrões pela direita matreira e sórdida, por intermédio de seus porta-vozes oficiais, que são os jornais, os meios de comunicação pertencentes à meia dúzia de famílias midiáticas, que pensam até hoje que o Brasil é a fazenda de escravos delas.

A verdade é Brizola, Jango e Getúlio, assim como Lula, nunca foram ladrões, como deixou bem claro a história, que não deixa dúvidas, porque ela se baseia em fatos reais, em documentos, inclusive dos órgãos de investigações do Estado brasileiro. É o fim da picada o linchamento moral de Lula e de sua família. No passado, quanto a Jango, falaram mal até de sua mulher, no sentido mais baixo possível.

Trata-se de casa grande e de seus bate-paus incrustrados no Estado e na imprensa, a formarem um consórcio miliciano, que tem por finalidade derrotar seus inimigos políticos pela via da desmoralização mais sórdida possível, de forma que seus alvos, a especificar o Lula, dobrem os joelhos e se recolham assombrados com tanta cafajestada e perfídias dignas de hienas quando se refestelam com carcaças de suas presas.

Entretanto, há um problema: quem instrumentalizou, aparelhou, contratou pessoal e aumentou o orçamento do MP e da PF foi exatamente o Governo Lula, sendo que o de Dilma deu continuidade, de forma que esses dois órgãos do Estado se voltaram contra o Governo por interesse político, bem como se aliaram ao grande empresariado, notadamente aos que controlam os meios de comunicação, inimigos históricos de mandatários trabalhistas, como o foram também no passado.

Promotores e policiais só não contavam com outro problema: Lula não é dono de apartamento no Grajaú, como também não se valeu de medidas provisórias para ganhar dinheiro, suas palestras são de conhecimento público e o dinheiro pago ao ex-presidente é declarado à Receita. Além disso, fico a pensar nos servidores públicos da Petrobras que foram presos por roubarem o dinheiro público.

E explico. Se a maioria deles são homens com certa idade, entraram na estatal por concurso público, assumiram funções e cargos importantes a partir da década de 1980, sendo que alguns trabalham na estatal desde a década de 1970, por que, então, os gênios, os feras, os batmans da PF e do MP não somente descobriram há pouco tempo a roubalheira na Petrobras? Porque para um presidente saber o que acontece ele tem de ser assessorado. Lula não é policial e nem promotor. Por que esses “bambambans” não o assessoraram de forma republicana, a fazer seus serviços direito? Afinal, eles são pagos para isso.

Lula e Dilma fizeram a parte deles, que era dar condição de trabalho a esses servidores públicos, que eram tratados à mingua pelos governos anteriores, sendo que jamais poderiam chegar perto de corruptos milionários ou bilionários, como acontece agora no Brasil. Para o bem da verdade, quem prendeu rico neste País foram os governos dos presidentes Lula e Dilma. Ou restam dúvidas? No governo FHC, o procurador-geral era chamado de engavetador-geral...

Nesses dias últimos, promotores e delegados abriram a boca e falaram em verticalizar a operação Lava Jato. “Verticalizar” significa acusar o Lula. Tudo é motivo para tentar incluí-lo em falcatruas e roubalheiras. E nada acontece com esses meganhas que se aproveitam de seus cargos para politizá-los. Uma meganhagem da pior espécie, que remonta aos tempos do DOI-Codi.

O apartamento que não é do Lula vai ser usado contra a honra do maior presidente, juntamente com Getúlio Vargas, da história deste País. O político brasileiro mais famoso, conhecido e reconhecido internacionalmente. O ex-presidente mais premiado pelas universidades nacionais e estrangeiras. O político mais convidado para proferir palestras, porque as pessoas e as instituições querem saber como ele combateu a fome no Brasil e melhorou a qualidade de vida de dezenas de milhões de brasileiros.

É exatamente esse político que está a ser chamado de ladrão por meganhas inconsequentes, irresponsáveis, violentos e partidários da direita brasileira inquilina da casa grande de índole escravocrata. São servidores públicos pagos pelo contribuinte, de temperamento coxinha, que querem tomar as rédeas do País sem ter um único voto. São servidores que atentam contra o estado de direito e a democracia.

Acusam sem provas, prendem pessoas sem terem sido julgadas, porque fundaram, no Paraná, a República da Dedoduragem, sendo que os presos, desesperados, entregam até suas mães para poderem sair da cadeia após meses de prisão. E ninguém faz nada contra as masmorras do juiz de primeira instância, Sérgio Moro, que frequenta os salões da burguesia nacional para ser homenageado, porque considerado aquele que “Faz a Diferença”, consoante o jornal O Globo da famiglia Marinho.

Os militares na segunda parte da década de 1970 e início dos anos 1980 tentaram incriminar Lula para tirá-lo de circulação e derrotar o movimento sindical, que naquela época fervia. Lula enfrentou o DOI-Codi, o Dops e as polícias Civil e Militar de São Paulo. Aliás, São Paulo sempre foi o centro nervoso dos órgãos de repressão, a começar pelo Dops e pelo DOI-Codi, que existiam em outros estados, mas não com a força das sedes paulistas, que sempre tiveram acesso ao dinheiro dos empresários da Fiesp e dos ruralistas e suas representações de classes.

Lula não roubou, e os meganhas da PF e do MP sabem disso. Os chamo de meganhas porque passaram a agir e atuar como eles no passado terrível que o Brasil vivenciou durante 21 anos. Agem iguais aos antigos e não medem consequências, porque sabem que se errarem, mesmo que gravemente, não lhes acontecerá nada, porque são também inimputáveis tais quais aos seus parceiros tucanos, os que militam no PSDB, cujas corrupções são abrandadas, protegidas, blindadas e desconversadas. E por quê? Por que não vem ao caso, quando se trata dos crimes do PSDB.

Exemplo? A operação Zelotes. Empresários de empresas poderosas e conhecidas sonegam quase R$ 20 bilhões e o investigado é o filho de Lula, que não roubou ninguém, tanto é verdade que o rapaz está a processar inúmeras publicações e pessoas, inclusive moleques que se travestem de jornalistas, com o propósito de ficarem impunes, em nome do jornalismo de esgoto, que praticam nas pocilgas de suas redações implantadas nos prédios dos grandes jornais dos magnatas bilionários de todas as mídias cruzadas.

Quer outro exemplo? A “verticalização” da operação Lava Jato, que é, na verdade, apenas uma forma de imputar a Lula crimes que ele não cometeu. Inclusive é tão surreal a fala do promotor mequetrefe, que o ex-presidente nem dono de tríplex, em edifício no Guarujá, o é. Inacreditável! Esses caras implementaram a operação Lava Jato para destruir a Petrobras, o que, sobremaneira, não vai acontecer, bem como a Dilma não vai cair, como Lula não vai ser preso. Ainda vivemos em um País regido pelo estado de direito e por uma Constituição das mais avançadas do mundo. Ponto.

O consórcio Imprensa-MP-PF e setores da Justiça tem de ser combatido, porque eles representam interesses contrários ao do Brasil. Não é mais possível ver toda essa avacalhação das leis e do Direito. Os corruptos e os ladrões tem de ser presos. Mas, o combate à corrupção não pode virar um show midiático de interesse político e partidário.

Trata-se da direita mais ideológica que tive a oportunidade de observar. Ela está completamente ideologizada e com forte tendência sectária e preconceituosa dos tempos da Guerra Fria. Realmente, a direita brasileira, provinciana, subalterna e subserviente aos países ricos, colonizada e portadora de um incomensurável complexo de vira-lata é determinada e violenta.

Agora a PF e o MP vem com a Triplo X, que é um escárnio contra a dignidade de Lula. É a tal da verticalização que tal promotor disse, com ares de cowboy sob as luzes da ribalta, a jornalistas coxinhas que fazem o jogo dos patrões. Triplo X, uma alusão ao apartamento tríplex que o Lula não tem no Guarujá e que poderia tê-lo porque tem dinheiro para comprar um imóvel, mesmo a ser caro. Triplo X! Durma-se com um barulho desses. Nunca vi tanta desfaçatez, desrespeito, incongruência, insensatez e perseguição.

Uma covardia — baixa e indigna — promovida por servidores públicos pagos pelo povo, que resolveram, inadvertidamente e inconsequentemente, fazer política e escolher lado.  Vai ser assunto para mídia golpista durante semanas. A ideia é levar a Lava Jato até 2018, se não conseguirem prender o Lula. Só de pensar no petista novamente no poder a casa grande e seus capitães do mato sentem calafrios e depois febres.

Violentíssima, por sinal; e ainda controla os meios de comunicação privados, inclusive os de concessão pública. Bem feito, quem mandou os governos petistas não efetivarem o marco regulatório para os meios de comunicação, além de não fortalecer a televisão pública? Agora paga um preço alto, porque se tornaram alvos constantes da truculência jornalística das famílias midiáticas, que desejam, como sempre, subjugar o País às suas pautas e agendas. Trata-se disto, e nada mais...

O Ministério Público é esquizofrênico, persegue o Lula, vaza, criminosamente, informações à sua parceira política, a imprensa de mercado, e agride o estado de direito e a democracia, com o apoio dos delegados aecistas da Polícia Federal (eles tem lado em pleno serviço público) e do juiz Moro, o drácula da Vara das Masmorras da Idade Média do Paraná. Vazamentos são crimes! Então, quem vai processar, prender e demitir esses servidores públicos que não respeitam as leis do Brasil? Trata-se da Triplo X. Agora ler A Privataria Tucana e O Príncipe da Privataria os promotores, delegados e juízes não querem, né? É isso aí.

Leia também ...

MPF_Moro - lava jato - Golpe contra o Brasil - Assistam os vídeos!


Seja um colaborador deste blog
Quem quiser fazer parte de minha luta, pode fazer isso com deposito mesmo na Lotérica, de QUALQUER valor Para Marcelo Bancalero Conta CAIXA ECONÔMICA ag. 2196 Operação 023 c / c 00004488-3 CPF 125.120.428-71

Caso tenha dificuldade e queria outra conta, me informe via chat, e consigo a de algum amigo em seu banco.

Não sou pago pelo PT   
Quem me ajuda são pessoas simples, como eu e você que querem o retrocesso longe daqui.
Obrigado pela ajuda e compreensão...
Conto com vocês, só tenho vocês e a ajuda de Deus!
Conheça meu trabalho em https://goo.gl/cuGXci

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido