Magazine do Xeque-Mate

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Luis Carlos Azenha no Jornal da Record denuncia a sonegação padrão Fifa da Rede Globo

Xeque - Marcelo Bancalero

Abaixo, republico o artigo do Megacidadania, adicionando o vídeo completo com as duas excelentes reportagens do comp@ Luis Carlos Azenha no Jornal da Record, que faz o trabalho investigativo que o MPF evita a todo o custo fazer. Já que resolveram derrubar a PEC 37, e só ele pode decidir a quem investigar, os brasileiros que foram ROUBADOS com a sonegação padrão FIFA da Rede Globo, que aguardem...
De preferência para a Globo, sentados na frente da telinha, aliviando sua indignação com uma novelinha global!
Assista ao vídeo completo e leia mais;


"Finalmente o caso de sonegação da Rede Globo chega à TV, com a exibição da matéria de Luiz Carlos Azenha, com informações de Amaury Ribeiro Jr."

Globo e a FRAUDE evidente é um MISTÉRIO PÚBLICO e o MPF nada


Globo e a FRAUDE evidente é um MISTÉRIO PÚBLICO e o MPF nada.

banner2
BOMBA: A FUNCIONÁRIA QUE SUMIU COM FRAUDE DA GLOBO !
Azenha e Amaury, na Record, detonam fraude que MP preferiu não investigar.
Conversa Afiada reproduz reportagem do Jornal da Record desta segunda-feira sobre a fraude da Globo na Receita Federal.
Cadê o DARF ?
Deve ser por isso que a Globo se converteu ao papismo desvairado, nos últimos dias .
Segue o link com o vídeo:

TIJOLAÇO E A GLOBO:  O GURGEL BRINDEIROU !

Por que o MP não quis a Polícia Federal na investigação? Por que não quis quebrar nem aceitou o pedido da ladra para que se quebrassem seus sigilos fiscal e telefônico?
Saiu no Tijolaço do Fernando Brito:

 

CASO GLOBO: O MINISTÉRIO PÚBLICO TEM DE EXPLICAR SEU DESINTERESSE
Finalmente o caso de sonegação da Rede Globo chega à TV, com a exibição da matéria de Luiz Carlos Azenha, com informações de Amaury Ribeiro Jr., ontem, no Jornal da Record.
Embora a maioria dos fatos narrados ali já tivessem sido veiculados na blogosfera, além da importância do assunto ter, finalmente, chegado ao grande público, duas informações escandalosas acabaram me chamando a atenção.
E ambas indicam ter havido um completo desinteresse do Ministério Público em investigar mais profundamente um caso que envolvia nada menos que R$ 615 milhões.
Primeiro: o fato não foi objeto de inquérito policial, embora isto não seja condição sine qua non para o processo judicial – justamente como a PEC 37 queria abolir – porque o Ministério Público conduziu a investigação junto à Receita, certamente poderia aprofundar o conhecimento do porquê e do para quem se deu o furto do processo, que continha uma decisão na iminência de ser intimada formalmente.
Isto está meridianamente claro na página 2 da sentença judicial, porque foi objeto de questionamento da própria ladra.
Segundo, o Ministério Público recusou – isso mesmo, recusou – o pedido de perícia nas contas bancárias e nos telefones da condenada, por considerar irrelevantes e apenas destinados a protelar o andamento do processo. Também isso está consignado na página 3 da sentença, que republico abaixo para facilitar a consulta.

CLIQUE AQUI PARA LER OS DOCUMENTOS

Assim, Cristina foi condenada apenas pelos crimes previstos nos artigos 305 e 313-A do Código Penal – supressão de documento público e inserção de dado falso em sistema informatizado público, respectivamente – que dispensam a existência de interesse alheio no ato criminoso e, portanto, dispensariam a investigação sobre a participação de terceiros.
O Ministério Público Federal está desafiado a explicar a conduta de seu representante neste processo que não está – não adianta alegar isso – protegido por nenhum sigilo fiscal ou judicial.
1- Por que não quis a Polícia Federal na investigação?
2- Por que não quis quebrar nem aceitou o pedido da ladra para que se quebrassem seus sigilos fiscal e telefônico?
E agora, o mais grave:
Azenha destaca que a nota oficial da Globo diz que somente no último dia 9 a emissora teve conhecimento do sumiço do processo.
É a confissão de que a Globo sequer foi chamada pelo Ministério Público para falar de um processo de seu interesse – e que interesse: R$ 615 milhões! – que desapareceu em plena Receita, justamente no momento em que seria notificada do débito.
O MP, segundo sua nota, apenas perguntou à funcionária quem havia mandado fazer isso. Como ela não falou, muito bem, “morreu o assunto”.
Perdão, mas não somos idiotas.
Os senhores promotores podem ficar “consternados” de que o público saiba disso. Podem até querer – só querer, porque não tem base legal alguma para fazê-lo – processar quem revela este crime, em lugar de fazê-lo em relação aos que dele se beneficiaram, no mínimo, com prazo extra – afinal, só foram notificados dez (!) meses depois – para contestar seus débitos milionários.
Mas não podem se portar como um ente imperial, que não pode ter seus atos examinados e ponderados pelos cidadãos.
A atuação do MP no caso do surrupio dos documentos da Globo e no julgamento de Cristina Maris Meinick Ribeiro não estão, repito, cobertos por qualquer tipo de sigilo, nem fiscal, nem judicial.
Clique aqui para ler: “Bomba ! A mulher que roubou a fraude da Globo!”.
E aqui para ler “Cinismo de Gurgel foi longe demais”.
E, como diz o Mino, é tudo a mesma sopa. Clique aqui para ver que foi o Gilmar quem deu o HC que tirou a ladra da cadeia.

Funcionária pública é condenada por sumir com processo da TV Globo

A mulher recebeu condenação de quatro anos e 11 meses por furtar milhares de páginas de um processo da Globopar, empresa controladora da TV Globo. No documento, a emissora é acusada de simular operações para fugir do pagamento de impostos na compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. Em nota, a Globo disse que não foi beneficiada pelo furto.

Deputados pedem CPI pelas denúncias de sonegação fiscal contra a Rede Globo


Ao término do recesso parlamentar, o deputado Protógenes Queiroz começará a recolher assinaturas para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito contra a emissora. Assim como no Congresso, o assunto gerou manifestações pacíficas em várias cidades contra a Rede Globo.

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido