Magazine do Xeque-Mate

domingo, 17 de março de 2013

Nepotismo Cruzado Tucano em destaque na Folha de São Paulo, destrói anos boas noticias e acaba com o orgulho votorantinense no cenário nacional

Xeque - Marcelo Bancalero

Eu  havia prometido a mim mesmo me segurar e deixar o governo de Votorantim trabalhar.
Fiz algumas postagens apenas, e dei corda.
Não sabia que seria pra que eles se enforcassem.
Uma pena...

Por mais que eu seja oposição declarada a qualquer tucano ou discípulo dos mesmo, o que  está acima disso , é o desejo que a população não sofra.
Esperei, pra ver no que ia dar.
E olhem no que deu.
Um absurdo!
Pois a questão da auto estima votorantinense, que orgulhava-se de ver  o nome de sua cidade no cenário nacional, somente relacionado a questões de elogios, de reconhecimentos...
Agora, ver o nome da sua cidade ligada a corrupção?
Bom...
Minha consciência está tranquila!
Eu votei no que era melhor, trabalhei de maneira a tentar conscientizar a população que  tucano é isso mesmo...
Não tem jeito!
Agora serão 4 anos!
Mas  vamos fazer nosso trabalho, fiscalizando, denunciando...
Para de alguma maneira, forçarmos essa raça corrupta que é o PSDB, a serem obrigados a ao menos manter as conquistas dos governos Cassola e Pivetta.
Estamos de olho!
Agora meus queridos...
Arrumem outra desculpa né...
Por que essas que vocês deram, não cola nem com Super Bonder!

Segundo a Prefeitura de Sorocaba, a nomeação do genro do prefeito de Votorantim está "atrelada à confiabilidade inerente aos cargos em comissão, que são de livre escolha do gestor público".

A Prefeitura de Votorantim afirma que a nomeação do cunhado do prefeito de Sorocaba "se deve especificamente à sua capacidade técnica" para o cargo. Segundo a administração, ele foi convidado antes de Pannunzio ser eleito na cidade vizinha.


17/03/2013 - 03h50

Promotoria apura denúncia de nepotismo em prefeituras

MARÍLIA ROCHA

DE CAMPINAS

O Ministério Público apura suposta prática de nepotismo cruzado entre prefeitos tucanos no interior paulista.


O prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio (PSDB), nomeou como oficial de gabinete Rodrigo Pedrico, genro do prefeito da vizinha Votorantim, Erinaldo Alves da Silva (PSDB), que indicou para assessor de planejamento Pedro Miguel Morad, cunhado do colega de partido.
Rafael Andrade - 27.set.2007/Folhapress
Prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio (PSDB)
Prefeito de Sorocaba, Antonio Carlos Pannunzio (PSDB)
As gestões têm 20 dias para prestar esclarecimentos ao Ministério Público das duas cidades, que apuram o caso em conjunto. Em Sorocaba, o salário de Pedrico será de R$ 4.077,25 --em Votorantim, Morad receberá R$ 4.451,57.
Segundo a promotora Fabiana Paes, de Votorantim, é cedo para concluir se houve nepotismo. Serão verificadas, diz, entre outras questões, as datas das contratações e as exigências dos cargos.
"É preciso saber se as nomeações foram feitas apenas por reciprocidade ou se houve interesse público", afirma.
O vereador de Sorocaba Francisco França (PT), que denunciou o caso à Promotoria, diz que os nomeados não têm experiência na área pública ou qualificação que justifique suas contratações.
"Eles podem ter o grau de escolaridade exigido, mas são leigos na administração pública", afirma.
O conselheiro seccional da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) Silvio Salata afirma que, para configurar nepotismo cruzado, é preciso analisar características como os organogramas e a definição dos papéis dos profissionais.
Caso seja constatado nepotismo, poderá haver ação por improbidade administrativa, exonerações e até mesmo impeachment dos prefeitos, afirma o professor da Faculdade de Direito da PUC-Campinas Marcelo Monteiro.
OUTRO LADO
As prefeituras de Sorocaba e de Votorantim negam irregularidades e dizem que vão colaborar com a apuração.
Segundo a Prefeitura de Sorocaba, a nomeação do genro do prefeito de Votorantim está "atrelada à confiabilidade inerente aos cargos em comissão, que são de livre escolha do gestor público".
A administração diz que o servidor já era funcionário de carreira, concursado na Urbes (empresa municipal de trânsito).
A Prefeitura de Votorantim afirma que a nomeação do cunhado do prefeito de Sorocaba "se deve especificamente à sua capacidade técnica" para o cargo. Segundo a administração, ele foi convidado antes de Pannunzio ser eleito na cidade vizinha.
Segundo a nota, Morad é engenheiro metalurgista, especialista em marketing metalúrgico e cursa pós em gestão de relacionamento com clientes, o que o qualifica para a função --em que terá que ajudar a reavaliar a política industrial do município.

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido