Magazine do Xeque-Mate

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

“Si vis pacem, para bellum” - Se queres a paz, prepara-te para a guerra! Aliste-se e venha se unir contra o golpe!

Xeque - Marcelo Bancalero

O excelente texto que Amilcar Ximenes postou em minha linha do tempo no Facebook, dispensa outros comentários deste blogueiro.
A  estranha  atitude de Joaquim Barbosa hoje,em não satisfazer os anseios midiáticos no pedido do prevaricador Roberto Gurgel deixou-me  hoje com um mal estar , aquele incômodo na boca do estômago. E  não engoli nem por um momento o suspeito indulto de natal conferido a nossos comp@s.
Tenho pra mim, que nossa mobilização os tenha colocado em prontidão ao ponto de reverem suas estratégias golpistas. Na verdade, prender  os inocentes agora e depois ter de soltá-los com  a destruição da farsa, só os faria  perder mais terreno nesta corrida até linha de chegada de 2014. E mesmo que conseguissem por mais alguma  artimanha, manter o resultado, correriam o risco de  não lucrar com o feito, visto que, o povo brasileiro tem como característica a memória curta. 
Muito melhor, para vencer esta batalha, é deixar que os embargos e recursos da defesa,  levem  até o mais próximo possível essa saga do mensalão, para assim, o rótulo de  partido de quadrilheiros, seja melhor aproveitado pela mídia bandida.
Desta maneira, concordo com o tema el latim usado pelo amigo abaixo;
“Si vis pacem, para bellum” - Se queres a paz, prepara-te para a guerra!
Não podemos baixar a cabeça, nem arriar nossas  bandeiras e nossa espadas devem estar  a todo momento empunhadas e bem afiadas, pois esse golpe está apenas começando.

Texto do amigo Amilcar Ximenes

O GOLPE INSTITUCIONAL EM CURSO NO BRASIL

“Si vis pacem, para bellum” - Se queres a paz, prepara-te para a guerra!
Encontra-se em andamento um golpe institucional no Brasil, a semelhança dos promovidos em Honduras e Paraguai, para atender aos interesses das transnacionais e geopolíticos e energéticos (pré-sal) do Império Ianque. E o STF, consciente ou não, está contribuindo para esse fim de quebra da institucionalidade, à medida que, como guardião da constitucionalidade, deveria assegurar a paridade de armas e a isonomia no processo eleitoral, já que o calendário eleitoral é inadiável, e não se converter num palco de tribunal inquisitorial, que revoga a tradição jurídica do direito positivo brasileiro, com inversão do ônus da prova em processo criminal, cabendo ao acusado provar que não é culpado, muito semelhante aos tribunais medievais da “santa inquisição”. Mas o consórcio golpista midiático inquisitorial, é o cavalo de tróia, das novas modalidades de golpe promovidos por corporações transnacionais, que funcionam como tropas avançadas do império USA, como a Monsanto, da soja transgênica, que em consórcio com o narcotráfico promoveu o Golpe do Paraguay. É a nova forma de golpe promovida pelo império ianque, que não descura da intervenção militar, propriamente dita, considerando a base militar com 650 marines , instalada no Paraguay(que tinha a oposição do Presidente Lugo) os vários aeroportos de porte militar nas fronteiras do Brasil e a base militar nas Malvinas, aliada a IV Frota do USA, que se mudou para o atlântico sul. O MPF negligenciou o "mensalão do PSDB do Azeredo de 1998, do mensalão do D.E.M. do DF, do mensalão de furnas do PSDB, do processo do Cachoeira, engavetado 3,5 anos, e não julga os crimes da “Privataria Tucana” ,o maior assalto aos cofres públicos desde o império (200 bilhões de dólares), que em outros lugares só se consegue como espólio de guerra. Promove a satanização do PT, 24 hs por dia multiplicado pela enésima potência pela repercussão do P.I.G., a soldo do império/usaid/cia, como denunciou o site Wikileaks recentemente. Agregue-se a recente prática do estelionato panfletário, pseudo-jornalístico do folhetim de extrema direita "veja", ligada visceralmente a contravenção do Cachoeira. Esse processo é o plano cohen hodierno. Os patriotas e democratas e os que defendem a constitucionalidade devem estar alerta por todos os meios. Esse processo é similar a propaganda do I.B.A.D (Instituto Brasileiro de Ação Democrática- que também foi financiado pela Cia) no pré golpe de 64, para evitar amnésia histórica. Não sejamos mais uma vez imprevidentes. Os golpe militar de 64, e os golpes institucionais de Honduras e Paraguay e a tentativa de golpe no Equador, são exemplo pedagógicos. Si vis pacem, para bellum! Se queres a paz, prepara-te para a guerra!!! Vamos nos preparar para resistir ao golpe, por todos os meios e armas! 

(ESCRITO E PULICADO EM 15/09/2012)

Pois é...
Como no filme abaixo...
Sempre haverão reis querendo governar e ratos aplicando golpes.
A história sempre quer se repetir. Se você não quer mais isso, aliste-se e junte-se aos militantes de todo o Brasil que  vão impedir este  mais este golpe.
Pegue sua munição no Blog Megacidadania, neste AQUI e na blogosfera.


License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido