Magazine do Xeque-Mate

quinta-feira, 24 de março de 2016

Capivara de Bolsonazi





A história de Bolsonaro

DE 1987 ATÉ OS DIAS ATUAIS

Bolsonaro novamente na lista de nepotismo – o deputado revelou à reportagem da FSP que os dois “Siqueira Valle” que empregava eram familiares, mas se recusou a dar o grau de parentesco.
(Arquivo da FSP - 04/03/2007)
Bolsonaro novamente na lista de nepotismo – o deputado revelou à reportagem da FSP que os dois “Siqueira Valle” que empregava eram familiares, mas se recusou a dar o grau de parentesco.
(Arquivo da FSP - 04/03/2007)
Bolsonaro suspende lei de cotas no Rio – Em 2009 o deputado entrou com um recurso (e conseguiu) suspender a lei estadual de cotas. Porque, para ele, não existe racismo no Brasil e todos têm a mesma oportunidade. A resposta que ele deu a Preta Gil no ano seguinte mostra que ele realmente não é racista.
(Arquivo FSP 26/05/2009)
Bolsonaro suspende lei de cotas no Rio – Em 2009 o deputado entrou com um recurso (e conseguiu) suspender a lei estadual de cotas. Porque, para ele, não existe racismo no Brasil e todos têm a mesma oportunidade. A resposta que ele deu a Preta Gil no ano seguinte mostra que ele realmente não é racista.
(Arquivo FSP 26/05/2009)A origem da briga com a deputada Maria do Rosário - Essa discussão foi gravada em agosto de 2003. Maria do Rosário acusa Jair Bolsonaro de incentivar comportamentos violentos. Bolsonaro, por estupidez ou má fé, deturpa a frase: “Grava aí, sou estuprador agora”. (Há um erro na transcrição. Maria do Rosário nunca fala “É, o senhor é estuprador”. Ela responde com vários “É! É!” Perplexa com a violência do deputado. Então Bolsonaro REPETE A MESMÍSSIMA FRASE DE 2014: “JAMAIS ESTUPRARIA VOCÊ, PORQUE VOCÊ NÃO MERECE”. E quando ouve que Rosário reagiria ao estupro com uma bofetada, não se intimida: ’TE DOU OUTRA". Termina com “Vagabunda”.
A entrevista pode ser vista aqui: http://mais.uol.com.br/view/dsirb7h509tj/15309310?types=A&
(Arquivo da Veja - 19/08/2003. Se você é novo aqui, não pare nesse post - Bolsonaro tem material para ser cassado e incriminado desde de 1987. Leia tudo)
A origem da briga com a deputada Maria do Rosário - Essa discussão foi gravada em agosto de 2003. Maria do Rosário acusa Jair Bolsonaro de incentivar comportamentos violentos. Bolsonaro, por estupidez ou má fé, deturpa a frase: “Grava aí, sou estuprador agora”. (Há um erro na transcrição. Maria do Rosário nunca fala “É, o senhor é estuprador”. Ela responde com vários “É! É!” Perplexa com a violência do deputado. Então Bolsonaro REPETE A MESMÍSSIMA FRASE DE 2014: “JAMAIS ESTUPRARIA VOCÊ, PORQUE VOCÊ NÃO MERECE”. E quando ouve que Rosário reagiria ao estupro com uma bofetada, não se intimida: ’TE DOU OUTRA". Termina com “Vagabunda”.
(Arquivo da Veja - 19/08/2003. Se você é novo aqui, não pare nesse post - Bolsonaro tem material para ser cassado e incriminado desde de 1987. Leia tudo)
Votou em Lula e fez lobby para Aldo Rebelo – prova que o nobre deputado apoia quem lhe convém.
Cadê seu Deus agora?

(Arquivo FSP - Matéria de 19/12/2002)
Votou em Lula e fez lobby para Aldo Rebelo – prova que o nobre deputado apoia quem lhe convém.
Cadê seu Deus agora?
(Arquivo FSP - Matéria de 19/12/2002)

Esclarecimento

1. Esse tumblr não tem motivações partidárias, mas ideológicas. Bolsonaro começou na política brasileira como uma piada, os “políticos sérios” (sic) deixaram/ deixam passar seu discurso de ódio por achar que é sandice, que é inócuo. Enquanto isso a extrema-direita se fortalece, como aconteceu com o tea-party nos EUA (informe-se).
2. Todos os artigos selecionados aqui são da MÍDIA CONSERVADORA: VejaFolha de São Paulo, especificamente. Dizer que é coisa de comunista é tão profundamente ignorante quanto chamar Reinado Azevedo de “petralha” – porque, sim, até ele acha que Bolsonaro passa dos limites.
3. Nada do que está nessa página foi inventado. Todas as informações estão em arquivos públicos e acessíveis para TODO O BRASILEIRO. O que foi feito aqui é mostrar um padrão de ódio – não se respeita classe, não se respeita igreja, não se respeita partido. A ordem é falar em matar, bater, aniquilar – julgar impiedosamente e com violência quando ele mesmo falha nos valores que julga. As ações imorais desmentem o discurso moral.
4. Leia cada artigo antes de mimimimi. Leia. Respire. Sublime sua raiva. A extrema-direita se alimenta da sua ignorância, do seu medo e do seu ódio. E agradece cada vez que você decide “não vou nem ler”.
Terrorista e mentiroso - quando a matéria da Veja (ver post anterior) foi publicada revelando o plano terrorista, Bolsonaro negou tudo ao então Ministro do Exército. A revista publicou então na semana seguinte as provas do crime: um croqui desenhado pelo próprio Bolsonaro de como poderia bombardear a adutora de Guamdu e outro croqui mostrando a localização de outro capitão que apoiava os atos dele.
(Arquivos da Veja - 04/11/1987)
Bolsonaro, o terrorista - aqui, finalmente a matéria da Veja onde Bolsonaro confessa estar planejando diversos ataques terroristas à bomba em quartéis do exército. 

(Arquivos da Veja - 28/10/1987)
Bolsonaro, o terrorista - aqui, finalmente a matéria da Veja onde Bolsonaro confessa estar planejando diversos ataques terroristas à bomba em quartéis do exército. 
(Arquivos da Veja - 28/10/1987)
Nepotismo - FSP revela que Bolsonaro nomeou o filho para um cargo VIP e não concursado, o chamado “Cargo de Natureza Especial”.
(Arquivo da FSP - 31/08/2003)
Nepotismo - FSP revela que Bolsonaro nomeou o filho para um cargo VIP e não concursado, o chamado “Cargo de Natureza Especial”.
(Arquivo da FSP - 31/08/2003)
Homofobia declarada - Em 2002 Bolsonaro começou a se colocar como principal opositor contra qualquer direito aos homossexuais. Esse foi o primeiro ataque violento, destaque para a frase: “NÃO VOU COMBATER NEM DISCRIMINAR, MAS SE EU VIR DOIS HOMENS SE BEIJANDO NA RUA, EU VOU BATER”. Se isso não é discurso de ódio e incitação à violência, não sei mais o que pode ser.

(Arquivo da FSP 19/05/2002)
Homofobia declarada - Em 2002 Bolsonaro começou a se colocar como principal opositor contra qualquer direito aos homossexuais. Esse foi o primeiro ataque violento, destaque para a frase: “NÃO VOU COMBATER NEM DISCRIMINAR, MAS SE EU VIR DOIS HOMENS SE BEIJANDO NA RUA, EU VOU BATER”. Se isso não é discurso de ódio e incitação à violência, não sei mais o que pode ser.
(Arquivo da FSP 19/05/2002)
Mais falta de decoro parlamentar - Como de praxe, Bolsonaro xinga o então Ministro da Defesa. Sempre a discussão é por dinheiro.

(Arquivo da FSP - 03/08/2001)
Mais falta de decoro parlamentar - Como de praxe, Bolsonaro xinga o então Ministro da Defesa. Sempre a discussão é por dinheiro.
(Arquivo da FSP - 03/08/2001)
Bolsonaro pede o FUZILAMENTO de FHC – o parlamentar já tinha defendido tantos assassinatos, não é mesmo? Por que não propor o assassinato do Presidente da República? Ele nunca foi punido.
(Arquivo da FSP 30/12/99)
Bolsonaro pede o FUZILAMENTO de FHC – o parlamentar já tinha defendido tantos assassinatos, não é mesmo? Por que não propor o assassinato do Presidente da República? Ele nunca foi punido.
(Arquivo da FSP 30/12/99)
Bolsonaro, de passagem, defende o assassinato – testemunhas da Comissão da Verdade estavam sendo ouvidas na Câmara. Nosso eterno criminoso parlamentar resolveu conferir o que estava acontecendo e, quando soube do que se tratava, soltou: “Isso que dá torturar e não matar”.
(Arquivo da FSP 17/06/99)
Bolsonaro, de passagem, defende o assassinato – testemunhas da Comissão da Verdade estavam sendo ouvidas na Câmara. Nosso eterno criminoso parlamentar resolveu conferir o que estava acontecendo e, quando soube do que se tratava, soltou: “Isso que dá torturar e não matar”.
(Arquivo da FSP 17/06/99)
Bolsonaro pede pela 3ª vez o fechamento do Congresso – porque é sempre bom praticar o golpismo.
(Arquivo da FSP 25/05/99)
Bolsonaro pede pela 3ª vez o fechamento do Congresso – porque é sempre bom praticar o golpismo.
(Arquivo da FSP 25/05/99)
Bolsonaro xinga o arcebispo de São Paulo – Para quem acha que essa criatura respeita alguém, taí a prova que nem a Igreja Católica é perdoada.
(Arquivo da FSP 20/03/98)
Bolsonaro xinga o arcebispo de São Paulo – Para quem acha que essa criatura respeita alguém, taí a prova que nem a Igreja Católica é perdoada.
(Arquivo da FSP 20/03/98)
Em dois massacres escandalosos, Bolsonaro defende os assassinos – No Carandiru Bolsonaro achou que foram poucos os mortos: “Deveriam ter matado 1000”. E no massacre dos sem-terra no Pará, as vítimas foram os policiais para ele.
(Arquivo da FSP 03/10/97 - 13/03/98 - 14/03/98)
Homofobia pública – ainda não se falava tanto em homofobia em 1997, mas Bolsonaro já brigava por esse discurso.

(Arquivo da FSP 24/05/97)
Homofobia pública – ainda não se falava tanto em homofobia em 1997, mas Bolsonaro já brigava por esse discurso.
(Arquivo da FSP 24/05/97)
Bolsonaro acusado de usar verba pública - terrorista, golpista, genocida, propenso assassino, só faltava mesmo ladrão na ficha corrida.

(Arquivo da FSP 02/12/94)
Bolsonaro acusado de usar verba pública - terrorista, golpista, genocida, propenso assassino, só faltava mesmo ladrão na ficha corrida.
(Arquivo da FSP 02/12/94)
Bolsonaro pede de novo o fechamento do Congresso  – porque o que importa é ser coerente no golpismo.
(Arquivo da FSP 20/06/94)
Bolsonaro pede de novo o fechamento do Congresso  – porque o que importa é ser coerente no golpismo.
(Arquivo da FSP 20/06/94)
Bolsonaro colabora com o genocídio Ianomâmi – escândalo internacional na época, o deputado insiste em diminuir ainda mais a área dos indígenas “Tem é que acabar com essa reserva Ianomâmi”.
(Arquivo da FSP 19/08/93 - 20/08/93)
Bolsonaro faz ameaças de morte - como se não bastasse um discurso defendendo o fechamento do Congresso, o digníssimo criminoso enviou ameaças por telefone e por carta ao deputado Vital do Rego.
(Clique nas imagens para ler as matérias - arquivo da FSP 27/07/93)
Bolsonaro faz ameaças de morte - como se não bastasse um discurso defendendo o fechamento do Congresso, o digníssimo criminoso enviou ameaças por telefone e por carta ao deputado Vital do Rego.
(Clique nas imagens para ler as matérias - arquivo da FSP 27/07/93)
Bolsonaro defende fechamento do congresso - Pela primeira vez na Câmara Federal, Bolsonaro defende um golpe e o fechamento do congresso. Deputados falam em cassação, mas deixaram o criminoso – mais uma vez – impune. 
(Arquivo da FSP 25/06/93 - 04/08/93)
Bolsonaro aplaude golpe -  o deputado não sabia absolutamente nada sobre a política da Guatemala, mas foi o único parlamentar a apoiar o Golpe dos Militares no país, porque eis duas coisas que Bolsonaro aprecia: apoiar golpe e falar besteira.
(Arquivo da FSP 26/05/93) 
Bolsonaro aplaude golpe -  o deputado não sabia absolutamente nada sobre a política da Guatemala, mas foi o único parlamentar a apoiar o Golpe dos Militares no país, porque eis duas coisas que Bolsonaro aprecia: apoiar golpe e falar besteira.
(Arquivo da FSP 26/05/93) 
Bolsonaro e a eterna falta de decoro parlamentar - primeiro caso de ataques agressivos, dessa vez contra o então Ministro do Exército Carlos Tinoco.
(Arquivo da FSP 05/05/92 - 17/05/92)
Bolsonaro FALSIFICA um projeto de lei – e alega “pressão dos militares”
(Arquivo da FSP 04/09/91)
Bolsonaro FALSIFICA um projeto de lei – e alega “pressão dos militares”
(Arquivo da FSP 04/09/91)
Bolsonaro apoia Collor, Collor foge de Bolsonaro: até o candidato de direita fugiu da “direita do exército" 
(Arquivo da FSP 08/02/89 3 03/06/89)
Nasce um monstro. Bolsonaro aproveita a popularidade com a ultra-direita e se candidata a vereador. Umas das plataformas defendidas pelo monstro: LIGADURA DE TROMPAS COMPULSÓRIA EM HOSPITAIS PÚBLICOS. A MULHER NÃO PODE DECIDIR, MAS SIM O MÉDICO. 

(Arquivo da FSP 21/10/88)
Nasce um monstro. Bolsonaro aproveita a popularidade com a ultra-direita e se candidata a vereador. Umas das plataformas defendidas pelo monstro: LIGADURA DE TROMPAS COMPULSÓRIA EM HOSPITAIS PÚBLICOS. A MULHER NÃO PODE DECIDIR, MAS SIM O MÉDICO. 
(Arquivo da FSP 21/10/88)
Bolsonaro, o terrorista. Aqui todas as matérias e a comprovação que o então capitão do exército planejava plantar bombas em vários quartéis e em uma adutora no Rio de Janeiro. Apesar de todas as evidências Bolsonaro foi absolvido em sessão secreta do Supremo Tribunal Militar, os ministros do Supremo não comentaram o caso.
(Clique nas imagens para ler as matérias - arquivo da FSP 01/11/87 - 08/11/87 - 27/02/88/ - 18/06/88)

Fonte: http://bolsonazi.tumblr.com/page/2

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido