Magazine do Xeque-Mate

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

#FicaGraçaFoster - Com Graça Foster na presidência, Petrobras tem dois dias de alta... 6% ontem (02/02) e 15% hoje (03/02) Mas PIG quer distorcer a boa noticia

- Com Graça Foster na presidência, Petrobras tem dois dias de alta... 6% ontem



Amplie a foto e veja texto completo

www.postsweb.com.br/pub.asp?cp=2070698
Xeque - Marcelo Bancalero

Bom, conselho se fosse bom a gente vendia.
Pois é...
Então quem seguiu meu conselho e comprou ações da Petrobras, pode ir pagando. 
Relembre aqui http://goo.gl/a6JlW7
Brincadeiras a parte....
Neste momento Dilma está com Graças Foster, devido às distorções da mídia golpista, que por não aceitar que a Petrobras conseguisse dar a volta por cima. E espalharam boatos que o acontecido se deu por que a presidente  se afastaria do cargo.
mas acontece, que a Petrobras vem  dando mostras de seu poder de reação desde ontem. Quando após três dias de quedas expressivas, suas ações saltaram 6% puxando a alta da Ibovespa.
Mas  na Globo e seus asseclas cúmplices do golpismo midiático, você não vai saber dessa noticia com essas verdades.
Mas a Petrobras vai muito bem obrigado!
E foi com a premiada Graça Foster http://goo.gl/a6JlW7 na presidência que ela se recuperou!
#FicaGraçaFoster



AÇÃO DA PETROBRAS TEM MAIOR ALTA EM 16 ANOS
Após três dias de quedas expressivas, as ações da Petrobras saltaram 6% e puxaram a alta do Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, nesta segunda-feira (2). O índice encerrou a sessão com ganho de 1,58%, a 47.650,73 pontos.
Nesta sessão, os papéis ordinários da Petrobras (PETR3), com direito a voto, ganharam 6,59%, a R$ 8,57. Os preferenciais (PETR4), com prioridade na distribuição de dividendos, avançaram 5,87%, a R$ 8,66. Na sexta-feira (30), os papéis da petroleira tinham atingido o menor valor desde 2004.
As ações da Vale, que assim como as da Petrobras têm grande peso sobre o Ibovespa, também tiveram alta expressiva. Os papéis ordinários da mineradora (VALE3) subiram 6,07%, a R$ 19,74. Os preferenciais (VALE5) ganharam 4,05%, a R$ 17,22.
Por Paula Arend Laier
SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em alta pelo segundo pregão consecutivo nesta terça-feira, guiada pelo forte avanço de Petrobras, o maior em 16 anos, após notícia sobre possível mudança no comando da estatal e repercussão positiva do resultado trimestral acima do esperado do Itaú Unibanco.
O Ibovespa encerrou em alta de 2,76 por cento, a 48.963 pontos, muito próximo da máxima do dia, a 48.992 pontos. O volume financeiro da sessão somou 7,3 bilhões de reais.
O site do jornal Folha de S.Paulo informou no fim da manhã, sem citar fontes, que a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, foi informada pelo Palácio do Planalto que será substituída no cargo, fazendo os papéis da estatal aceleraram a alta verificada desde a abertura.
Nem a negativa da Secretaria de Imprensa do Planalto para a notícia tirou ímpeto das ações, que terminaram com altas de dois dígitos, a despeito de novo corte do rating da estatal, desta vez pela Fitch.
As preferenciais subiram 15,47 por cento, maior alta desde 15 de janeiro de 1999. Os papéis ON fecharam com alta de 14,24 por cento.
O mercado fechou com a informação de que Graça Foster estava reunida com presidente Dilma Rousseff em Brasília.
"Isso é definitivamente positivo para o preço das ações da Petrobras e para a empresa no curto e longo prazos", disse o analista Auro Rozenbaum do Bradesco BBI, referindo-se às notícias sobre mudanças na direção da companhia.
Em nota a clientes, ele observou que o envolvimento de Joaquim Levy no processo de seleção, conforme também informara a Folha mais cedo, trazia credibilidade e que, se o sucessor de Graça vir a ser um executivo experiente e bem conhecido, pode haver um espaço de alta potencial no curto prazo para o papel.
"Esse é o único gatilho de curto prazo que enxergamos ser capaz de provocar um rali na ação", disse, ponderando, contudo, que a nomeação de um novo presidente-executivo não irá mitigar os riscos de curto prazo enfrentados pela estatal, que incluem dificuldades na aprovação do resultado auditado, bem como potenciais punições e/ou restrições de órgãos reguladores dos mercados de capitais no Brasil e Estados Unidos por causa das investigações na operação Lava Jato.
O quadro externo também favoreceu os papéis da companhia nesta sessão, com a disparada dos preços do petróleo no exterior, com o barril nos Estados Unidos avançando 7 por cento.
As preferenciais do Itaú Unibanco, com forte participação na composição do Ibovespa, avançaram 2,79 por cento, após o banco superar previsões de lucro no quarto trimestre, reflexo de nova queda da inadimplência, maiores margens com crédito e aumento das receitas com serviços.
Na esteira, as ações preferenciais do Bradesco subiram 3,70 por cento.
Santander Brasil SANB11.SA subiu 4 por cento, depois de reportar lucro de 578 milhões de reais no quarto trimestre, alta de 7,7 por cento ante os três meses imediatamente anteriores.
Outro importante suporte veio do avanço de 4,8 por cento dos papéis da Vale, acompanhando a alta do minério de ferro na China..
Gafisa subiu 4,71 por cento, impulsionada por novo programa de recompra de até 27 milhões ações, correspondentes a 10 por cento dos papéis em circulação, pelo Conselho de Administração da companhia na segunda-feira.
Ações do setor elétrico que tiveram forte alta na véspera, como Light e EDP Energias, fecharam em queda.
As empresas de educação Kroton e Estácio também se destacaram no lado negativo, embora tenham encerrado longe das mínimas, em meio a especulações acerca das recentes mudanças no programa de financiamento ao ensino superior, o Fies.
Em nota a clientes, a corretora Brasil Plural disse que o analista da casa consultou a Kroton sobre a queda e que a companhia disse não ver qualquer razão para o recuo das ações.
Ainda de acordo com o email enviado pela Plural, a companhia mencionou que negociações com o Ministério da Educação sobre mudanças no Fies continuam, mas que não há reuniões ou novidades nesta semana; e que alguns investidores estavam espalhando rumores de um potencial anúncio de mudanças adicionais na quarta-feira, mas que não havia nada na agenda e que na visão deles isso não fazia sentido.
Veja as maiores altas e baixas do Ibovespa nesta terça-feira:

Maiores altas
Ação Código Variação Preço R$
PDG REALT ON PDGR3.SA 19,15% 0,56
PETROBRAS PN PETR4.SA 15,47% 10
PETROBRAS ON PETR3.SA 14,24% 9,79
OI PN OIBR4.SA 6,6% 5,65
BRADESPAR PN BRAP4.SA 5,93% 12,68
VALE ON VALE3.SA 5,72% 20,87
VALE PNA VALE5.SA 4,82% 18,05
GAFISA ON GFSA3.SA 4,71% 2
SANTANDER BR UNT SANB11.SA 4% 13
GERDAU MET PN GOAU4.SA 3,9% 10,65

Maiores quedas
Ação Código Variação Preço R$
LIGHT S/A ON LIGT3.SA -6,67% 14
ENERGIAS BR ON ENBR3.SA -4,15% 8,55
KROTON ON KROT3.SA -3,44% 11,8
ESTACIO PART ON ESTC3.SA -3,05% 16,51
CEMIG PN CMIG4.SA -2% 12,23
MARFRIG ON MRFG3.SA -1,83% 4,82
LOJAS AMERIC PN LAME4.SA -1,1% 15,27
CPFL ENERGIA ON CPFE3.SA -1,04% 18,16
GOL PN GOLL4.SA -0,85% 11,65
DURATEX ON DTEX3.SA -0,65% 7,61

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

SHARE THIS

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido