Magazine do Xeque-Mate

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Dilma tem contas aprovadas e pediram impeachment... Cadê a o pedido de Impeachment do Alckmin


Xeque - Marcelo Bancalero

Eu já falei aqui do  caso da SFC (Síndrome da Falta de Criatividade ) ( http://goo.gl/YcdqZq ), que assola os golpistas.
Pois bem olha ai de novo.
Como eles não tem nem  criatividade, nem motivo algum para atacar o PT,eles usam como fonte para suas falácias suas próprias mazelas...
Foi assim que criaram o 'tal do mensalão do PT', inventando o fato ,com base  no próprio mensalão que foi criado por eles em MG.
Atacaram a Petrobras acusando o PT, antes que o governo Dilma, que manda-se investigar tudo, e aparecesse o PSDB lá no início da roubalheira.

E agora de novo...
Pediram o impeachment de Dilma, acusando-a de contas serem rejeitadas antes mesmo do TSE dar o resultado final...
E olhem só as contas de quem foram rejeitadas!!!!
Parabéns São Paulo..
Nas próximas eleições continuem alimentado os corvos fantasiados de tucanos.
Eu dia estarei orgulhoso na posse da minha presidenta coração valente de contas aprovadas...
E você que elegeu  Alckmin contas rejeitadas?
Vai ter a cara de pau de ir na posse dele?




 Alckmin tem contas de campanha rejeitadas pela Justiça Eleitoral        

Por Valor e Folhapress

SÃO PAULO  -  O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) decidiu, por 5 votos a 1, reprovar as contas eleitorais do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que foi reeleito em outubro.
O motivo da decisão foram divergências entre as prestações de contas parciais e o documento final entregue pela campanha de Alckmin à Justiça Eleitoral, o que configura irregularidade grave.
A Procuradoria eleitoral do Estado já havia se manifestado pela reprovação de contas do governador.
O único juiz que foi favorável foi Alberto Toron, da categoria dos advogados (são dois em todo tribunal eleitoral).
Para o tesoureiro do PSDB-SP, Luís Sobral, houve uma interpretação errada por parte da corte.
Sobral explica que o lançamento de algumas receitas não apareceu nas prestações parciais porque foram repassados na véspera da entrega das informações à Justiça.
"Não foi nenhuma omissão por motivo mirabolante, foi uma questão de sistematização de informações e o seu devido e regular esclarecimento", disse à reportagem.
"Não dá pra fazer isso de qualquer jeito, sem a conferência necessária. Não é uma conta de padaria." 
O governador pode recorrer e a decisão não impede que ele seja diplomado para assumir o novo mandato, cerimônia marcada para 19 de dezembro. 

Leia mais em:
http://www.valor.com.br/politica/3812052/alckmin-tem-contas-de-campanha-rejeitadas-pela-justica-eleitoral#ixzz3LhsekEdA

ME AJUDE A CONTINUAR MOSTRANDO O QUE A MÍDIA INSISTE EM ESCONDER


License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido