Magazine do Xeque-Mate

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Seria trágico se não fosse cômico - Bob Fernandes Enquanto rola a Copa...





Xeque - Marcelo Bancalero

Pior que é assim mesmo...
Mas infelizmente,para se vencer toda a propaganda enganosa do PIG, algumas alianças absurdas são necessárias para se ter algum tempo de TV a mais, para mostrar o que a mídia não mostra.
Pior seria fazer como Alckmin e Aécio e gastar milhões de reais do dinheiro público com propagandas do nada que fazem, ou fizeram em suas administrações.

Mas vamos ouvir o Bob Fernandes...
Que dirá em outras palavras, que todos criticavam as alianças do PT...
Mas agora, fazem alianças até com o diabo ,se este lhes der alguma vantagem!


Há poucos meses a "Rede", da Marina Silva vinha para purificar a política, assim como o "novo" encarnado por Eduardo Campos.

E o PSDB criticava as "alianças espúrias" com o lixo da "velha política". Bem, enquanto a bola rola na Copa, o que está acontecendo?

Alfredo Sirkis, do "Rede" carioca, abrigado no PSB de Campos, desistiu de ser candidato a deputado. Sirkis explica: "É tudo uma suruba (...) coligações orgiásticas".

Referência às coligações no Rio. Uma, entre o PSB, do "novo" -Eduardo Campos e Marina- e o PT de Dilma e do candidato petista ao governo, Lindbergh Farias.

O acordo é Romário, do PSB de Campos, candidato ao Senado. Apoiando, e sendo apoiado, pelo PT de Lindbergh e Dilma.

A outra orgia nasce como vacina contra o "Aezão". Que vem a ser a aliança entre Aécio e Pezão. Candidato ao governo (RJ), Pezão é do PMDB, suposto aliado de Dilma.

Aécio Neves é candidato contra Dilma. Mas em São Paulo o seu partido, o PSDB, costura aliança com o PSB, que tem Campos como candidato...contra Aécio.

O PTB, do Robertão Jefferson, traiu Dilma. Já está nos braços de Aécio.

O PSD do Kassab queria a vice do Alckmin, mas nesta quarta, 25, decidiu ficar com Dilma. Sempre tem solução.

Os cupidos trabalham: Kassab seria candidato ao Senado com apoio do PSDB. E Serra seria o vice de Aécio; isso tem quem queira, mas não rola química.

Química: o PR oscila entre Dilma e Aécio. No PP a executiva quer Dilma, mas um pedaço do partido namora o mineiro. E o Sarney? O Sarney diz que vai se aposentar.

Quem vencer a eleição vai governar como? Com que maioria?

Seja quem for, vai governar com o PMDB do Eduardo Cunha. E com essa caquerada toda.

Melhor voltarmos ao Messi, Robben, Thomas Müller, Neymar e Cia.

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido