Magazine do Xeque-Mate

terça-feira, 30 de julho de 2013

Em Votorantim Fernando Grecco acertou nas moscas!

Xeque - Marcelo Bancalero

Eu reproduzo o excelente artigo do companheiro Fernando Grecco, que teve a ousadia de não ficar calado diante do que se assiste neste início de mandado dos vereadores de Votorantim.

Com certeza as palavras do  amigo se sustentam pela própria atitude dos "representantes do povo" eleitos em 2012.
 Muita gente ficou bicuda com ele ( e se Deus quiser vão ficar comigo), por que parece que vestiram a carapuça.
Digo sem medo, que Fernando Grecco acertou nas moscas!
E podem usar a analogia... Já que como moscas muitos tem voado ao redor do lixo de administração feita pelo PSDB em Votorantim.
Afinal, pensou-se à priori que teríamos uma oposição forte, que  seria uma pedra no sapato do retrocesso escolhido pela população, o tucano Erinaldo. 
Mas infelizmente não é o que se pode ver.
Na verdade, nada de diferente do que se viu nas eleições de 2012.
Muita gente que se elegeu ou reelegeu, pegando carona na campanha de Carlos Augusto Pivetta, sem  estar verdadeiramente fiel ao grupo  politico que mudou a história de Votorantim. Continua do mesmo jeito pelo que se pode ser visto.  Vereador que segue dançando conforme lhe seja interessante. 
Sem falar daqueles que  claramente, sem medo de julgamentos, venderam suas almas, e com elas, a confiança de quem lhe confiou o voto.
Infelizmente essa é a verdade desse grupo, onde a maioria não tem nem cacoete de oposição!
Sem citar nomes, assim, que vista a carapuça quem achá-la atraente, mesmo que meus companheiros sintam-se atraídos por esta.
Não tenho de dar satisfação a ninguém, graças a Deus, não tenho meu rabo preso com nenhum politico desta cidade. Trabalhei por meu partido o PT, e  assim o farei sempre. Mas  se este grupo politico, que um dia já significou algo para essa cidade, quiser meu respeito e o dessa população, atentem para o artigo do Fernando Grecco e mudem essas verdades!
Façam a diferença!
Não permitam que uma administração mesquinha, oportunista, faça nossa cidade regredir.
Eu parabenizo o companheiro Grecco pela coragem e pelo belo artigo.
E se estas palavras não produzirem mudanças no legislativo desta cidade...
Que ao menos causem mudanças, na maneira deste povo votar!
Leia mais;


A ineficácia histórica do Legislativo*

    Por Fernando Grecco
   Analisando densamente a história política de Votorantim, sem muitos esforços, é possível constatar que ao longo dos anos o Legislativo municipal nunca desempenhou papel relevante que pudesse destacá-lo como um Poder realmente atuante e digno de credibilidade. Pelo contrário, desde o início a maioria dos legisladores esteve atrelada à Prefeitura, seja por vantagens espúrias ou pelos benefícios que sabemos que a estrutura do Executivo pode oferecer.
   Hoje não é diferente. A maioria, embora se proclame parte do “bloco de oposição”, expõe-se em um cinismo crônico, não obtendo êxito na tentativa de se abrigar atrás dos seus mais vis interesses. Sem sucesso, a maioria luta contra a tentação de aliar-se ao governo, já que, em nossa cidade, pratica-se uma política coronelista, varejista, com os atributos mais abjetos que podemos imaginar. Foi assim também no passado, com a diferença que o mau-caratismo de outrora não era tão revelado como hodiernamente.
   Diante dessa realidade, podemos afirmar que Votorantim não possui de fato uma oposição consistente. O que existe, na Câmara, é uma minoria ínfima que verdadeiramente se coloca do lado oposto ao governo. De resto, impera a demagogia e o oportunismo barato de quem foi eleito por uma bandeira e, abruptamente, esconde-a em nome de escusos interesses eleitoreiros. Na ausência de uma ideologia, ou mesmo de uma personalidade forte o suficiente para ir de encontro ao sistema, sobra uma deformação moral e ética que conspurca diariamente a imagem do legislativo e traz à baila a seguinte indagação: a existência desse poder é realmente necessária?
   Pobre Votorantim, cidade onde o atraso cultural do povo se alia de modo perverso ao anacronismo das elites políticas, resultando em uma sociedade pacata, de pouca expressão, sem lideranças autênticas. Estamos fadados ao continuísmo célebre das oligarquias, ao atraso político, econômico e social desmesurado que os nossos legisladores em muito contribuíram para que isso se cristalizasse em nosso meio.

* Artigo publicado originalmente na edição de 27/07/2013 no jornal Gazeta de Votorantim.
Fernando Grecco: A ineficácia histórica do Legislativo*:   

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido