Magazine do Xeque-Mate

sábado, 16 de março de 2013

Tucanos safados encontram uma maneira de maquiar sua incompetência na gestão de SP e educação de nossas crianças!

Xeque - Marcelo Bancalero


Jeitinho tucano de administrar...
Resolvem questões imobiliárias com higienização colocando fogo em favelas, e atitudes  nazistas como o Pinheirinho e a Cracolândia em SP.
E agora  retirar matérias de nossas crianças para esconder sua incompetência também nesta área.
Eu tenho algo a falar com conhecimento de causa, e creio, muitas pessoas  sabem do que eu estou falando.

Algumas pessoas, acreditam que  essa é uma atitude correta da Secretaria da Educação de SP. pois acreditam  que isso resolveria a questão de termos semi-analfabetos nas demais séries.
Um professora da UNIP comentou em meu mural no Facebook assim;

"Leiam a matéria. Isso é só para séries iniciais, do 1º ao 3º ano do ensino fundamental em que as crianças tem idade entre 5 e 8 anos. E realmente o fundamental é que aprendam ler, escrever, fazer contas e resolver problemas. 
Se as crianças (assim como nos países desenvolvidos) estiverem alfabetizadas até os 8 anos...será um grande feito para o resto da vida delas, inclusive a vida escolar. SP está tentando uma estratégia para que os professores das séries iniciais foquem muito mais a alfabetização (ler, escrever, interpretar, operações básicas de matemática, soluções de problemas). Eu acredito e torço muito para que dê certo. Todos sairão ganhando! E principalmente as crianças que quando forem ler um texto de história, geografia ou ciências conseguirão interpreta-lo nas séries seguintes."

Eu discordo veementemente!
Afinal, as noções  de história e geografia sendo transmitidas às nossas crianças desde pequenos, é que dão base para tudo o mais. Eu nem vou  usar termos da psicologia para explicar isso.
Eu  sou da década de 70, onde as escolas realmente ensinavam as crianças e as preparavam para seguir seus estudos posteriores nas universidades. 
Parei de estudar aos 14 anos, na  5ª série do 1º grau como era chamada na época, por causa  de necessidades financeiras. mas o que eu aprendi nos meus primeiros anos de estudo, foram muito importantes para minha formação cívica. Ainda me lembro de como eu, ainda  pequeno, aproximadamente 9 anos,  me gabava de saber o nome de todas as capitais do  país, e até algumas de fora. 
Quando retornei aos estudos, aos 30 anos, num supletivo de eliminação de matérias. Me despontava nas matérias  que havia aprendido quando criança. Pois elas estavam  construídas dentro de mim.
E quando  fui ao ensino técnico e depois prestei o ENEM para através do ProUni conseguir minha bolsa na faculdade, estava reparado para isso. E continuei apenas agregando conhecimentos complementando  àqueles que  já tinha desde criança.
Minha própria condição de militante hoje, começou aos meus 12 anos quando pela  1ª vez me envolvi com a politica, e isso só aconteceu, por que o que eu conhecia da nossa história, fazia com que eu exercitasse já naquela idade minha crítica às situações que passava meu país.
Assim, eu faço uma pergunta...
Por que a escola daquela época conseguia  ensinar tudo de maneira tão eficiente?
Por que hoje temos  até mesmo nas universidades pessoas  que  não conseguem ler, e interpretar textos, e nem mesmo saber  as capitais de seu país, e nem saber a história recente deste?
O PSDB como sempre, tenta mascarar o problema de  sua incapacidade em  administrar.
Isso não passa de solução pra esconder  a incompetência! 
As más condições que oferecem aos professores, os ridículos salários, a falta  de competência em  organizar   suas escolas é que são culpadas por  enviarem aos ensinos superiores alunos despreparados.
Estes tucanos  safados querem  enganar a população! Querem  sim, é criar uma geração que desconheça a história do seu país. E impedir que  leiam desde pequenos nos livros de história como o PT  mudou o país para melhor.
Hoje  querem tirar o ensino de História e Geografia das escolas, amanhã se  através de seus golpes como  o caso do MENTIRÃO  na AP 470, chegassem ao poder  na nação, tirariam a história dos livros só pra ninguém saber  de como tentaram  condenar inocentes para chegar ao poder e sobre sua má gestão  na era FHC.
Querem impedir  o sentimento cívico de nossas crianças que  se inicia com essas matérias!
Eu sou contra!

Marcelo Bancalero


Antes da matéria acrescento o belo texto do comentário do amigo Mauricio Augusto Martins Este assunto é complexo e bastante longo para ser debatido, porém em explanações pessoais, como a sua própria, nos remete ao Caminho Certo, o que é a Vida Ensinando a Vida, e não ser definida de "gabinetes" ou "meios acadêmicos" de pensamento único, e sem espaço para dissertações, que não são Tão Novas assim, é lógico que tucanalhas são incompetentes, o que não é lógico é tentar "explicar" uma contenção de gastos Humanos e Financeiros com prejuízo para o Estudo e o futuro do País que concerne a um cidadão consciente portanto preparado para a Vida e a plena Cidadania, e nas décadas de 60 e 70 até o advento do "neolibelê", outra justificativa para Malthus e Keynes em detrimento ao Marxismo, um professor ganhava o mesmo salário de um Magistrado, uma classe desenvolveu em torno de seus provimentos em declínio da outra, lembro-me que tínhamos Geometria no 3º ano do Primário com noções de trigonometria, e o Vocacional no 5º ano, em algumas Escolas o Francês em outras o Latin, a quantidade de Conhecimento em que estamos capacitados em receber, é eternamente maior do que a considerada por "incompetentes" pois veem o Ensino pelo seu próprio prisma ou lente, significando de ante mão a própria reprovação e derrota, a Escola hoje em São Paulo é incapaz de ensinar o Educando a aprender, sem um pingo de iluminação sequer de várias correntes de pensamento, ontem mesmo Chico Alencar do Psol-Rio, como professor de História e Graduado declarou que "aprendeu mais de História, nos anos em que ocupa o cargo de Deputado Federal, do que nos anos de aprendizado...", lógico foi elegante quanto ao Congresso, e que consta melhores instrumentos para pesquisa, "O Livro está Lá mas tem que Abri-lo" porém abriu uma expectativa para Finalmente REVOLUCIONAR o Ensino, como a efetuada a lição de casa na Korea(Coréia), sendo que Nossa Diversidade de Cultura é maior do que em qualquer outro País, porém muitos Professores além de baixos salários tem que "Degladiar" via cabeça de Educandos, com o pig e as "religiões", bem como a violência familiar, Ecos da malditadura, alguns são Cientes disto, mas a maioria Não, num estado de baixos salários e alto stress, alimentação sofrível e falta de tempo(efeitos Hipnóticos), ficam suscetíveis a qualquer imposição de ditadura de ensino proselitista, e nisto perdem até Suas Próprias Identidades como a acima descrita, a saída é uma só, Ou nos Livramos dos tucanalhas e o pig, ou continuaremos de joelhos para o Mundo, o primeiro Passo já foi dado, eleger LULA, pelo bom Trabalho e Reconhecimento o POVO elegeu DILMA, mas isto é só um Grande Passo um Começo, a trincheira e a angústia da Marcha Batida, ainda teremos por um bom tempo, ABRAÇOS, Camarada...maumau ,




DENÚNCIA
É Brasil, a sua educação vai de mal a pior. E muita gente aceita, mas eu não. sei que não sou a única pessoa que acredita que ainda podemos fazer diferente, então peço a ajuda de todos que partilham da inquietude, para unirmos forças.

Publicado em 08 de fevereiro de 2013, a Secretaria Estadual da Educação de São Paulo declara que NÃO TERÃO MAIS AULAS de História, Geografia e Ciências nas 297 unidades escolares que migraram para o ensino integral. Ou seja...
Para aprender o Português e a Matemática, excluem os conhecimentos de História, Geografia e Ciências do 1º ao 3º ano e
manter 10% dessas disciplinas no 4º e 5º anos do currículo básico.

"Por essa nova proposta, ficou assim decretado: doravante, por meio desse novo currículo básico, as crianças de escolas públicas estaduais só receberão, até o 3º ano, aulas de Português e Matemática! Partindo do pressuposto evidentemente errôneo de que um conhecimento atrapalha o outro, as aulas de História, Geografia e Ciências serão eliminadas do currículo desses estudantes."*


A medida defende que o objetivo da reformulação é tornar o currículo escolar “mais atraente”. De acordo com a pasta,
o processo que culminou na reformulação começou em 2011 e teve a colaboração de dirigentes e supervisores.

E aí, deu pra ter uma noção do que estamos falando?! A nova roupagem curricular não propõe uma reposição destas aulas excluídas, e tão pouco preocupasse com a formação crítica dos alunos.
A medida parece ser um apelo desesperado para suprir os resultados da promoção automática das escolas públicas, que alunos chegam
ao nono ano, sem saber ler e escrever. Mas pera lá, excluir matérias que trazem noções de mundo, espaço e tempo é mesmo necessário?

Sabe a impressão que isso nos passa?! Que, querem a massa sem informação, pois assim é mais fácil ALIENA-LA e CONTROLA-LA... afinal, uma pessoa sem conhecimento, sem informações não questiona, apenas obedece.

Acho que deu pra entender um pouco da nossa indignação!
Por favor, ajudem a parar esta nova reforma curricular. Estamos falando do bem e da consciência da gerações futuras, de nossos irmãos mais novos, sobrinhos, filhos... Chega de assistir o Brasil se afundar na mão de fantoches. Podemos, sim, fazer a diferença. Basta levantar a bunda da cadeira!

Texto de Bruna Mozardo

Petição: http://www.peticaopublica.com/?pi=P2013N37151

Passeata: http://www.facebook.com/events/457169134354596/?ref=notif&notif_t=plan_user_joined


* parágrafo retirado de: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/escolas-empobrecidas-sem-historia-nem-geografia/
Petição Contra a reforma do currículo escolar no Estado de São Paulo

Colaboração de Bruna Mozardo


Curta -{ Por Traz da Midia Mundial }-







License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido