Magazine do Xeque-Mate

quarta-feira, 20 de março de 2013

Sucesso no lançamento do livro de " A outra História do Mensalão!" e ampla divulgação na internet, devem iniciar outra etapa de debates que mostrarão a verdade do MENTIRÃO! E agora Joaquim... Cadê o Plim Plim!

Xeque - Marcelo Bancalero

Depois do sucesso no lançamento do livro de Paulo Moreira Leite em SP, as coisas  não vão ficar nada bem  para  Joaquim Barbosa!
Hoje terá um debate  no Distrito Federal (PT- DF) na Sede nacional do PT em Brasília às 19:00 Hs.
E dia  25/03 é no RJ.
Cade o Plim Plim pra te socorrer?




Paulo Moreira Leite: A extensão política da ação Penal 470 só o tempo irá dizer

Autor de “A Outra História do Mensalão” fala à equipe do Portal Linha Direta durante o lançamento da obra em São Paulo. Ele questiona as penas aplicadas e acredita que as pessoas não se convenceram das acusações
Por Aline Nascimento, Portal Linha Direta
Terça-feira, 19 de março de 2013



Cerca de 500 pessoas participaram do lançamento de “A Outra História do Mensalão: as contradições de um julgamento político”, do jornalista Paulo Moreira Leite, na noite de ontem (18), em São Paulo. De acordo com informações da Editora Geração, responsável pela Coleção História Agora, que inclui também o Privataria Tucana, mais de 200 exemplares foram vendidos na noite de autógrafos na capital paulista.

Em entrevista exclusiva ao Portal Linha Direta, o autor defende que a mídia colocou de lado a obrigação de apurar os fatos para reproduzir acusações que, ainda hoje, terminado o julgamento, não foram comprovadas. “Os empréstimos do Banco Rural, que a acusação, a Procuradoria Geral e vários ministros diziam que eram fajutos, não eram. Tá lá! A Polícia Federal disse que eram de verdade. Não eram só os petistas que diziam que eles eram de verdade, a Polícia Federal, que não é petista, dizia isso”, exemplifica.

Em 37 capítulos, o livro reflete a produção de Moreira Leite ao longo dos quatro meses do julgamento. Parte do material foi publicada no blog do jornalista no período em que a Ação corria no Supremo Tribunal Federal (STF). O trato dado pelos ministros, as contradições das testemunhas - como o próprio Roberto Jefferson, que declarou num dado momento que o "mensalão" era uma “criação mental” - e os reflexos políticos desse episódio são abordados pelo autor.

“Você tinha o Supremo atuando politicamente. Aí você começa a ver os juízes fazendo críticas ao Partido, juízes fazendo crítica às pessoas, comentários irônicos até sobre a Dilma... Aí você vai vendo que tudo começa a encaixar, as datas, as penas, (...) mas a extensão [política], só o tempo irá dizer”, finaliza.

Vicente Trevas, subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, afirma que o lançamento vai abrir um novo capítulo na Ação Penal. “Na condenação dos nossos dirigentes, eles [ministros do Supremo] tiveram que usar um artifício teórico na ausência de provas consistentes. A famosa Teoria do Domínio do Fato. Teoria essa, que o próprio livro vai relatar a e gente já acompanha seu mais pensador mais contemporâneo, um jurista alemão, comentar da inadequação na aplicação desse conceito de doutrina jurídica”.

O deputado estadual Adriano Diogo avalia que o livro tem a importante função de contar o outro lado da moeda, prática abandonada pela mídia ao longo do julgamento. “Acho que não tem uma verdade só, não é a verdade da Globo, do Merval.... O Paulo é um cara corajoso e emprestou o nome dele pra escrever um outro capítulo na história do Brasil”.

“Acho importante essa reflexão, acompanhei os textos no blog dele, mostrando as contradições desse julgamento, que foi muito mais político do que técnico, e que vai ter um custo caro para o país. Ele [Paulo Moreira] foi um dos poucos que teve coragem de fazer isso e todo mundo sabe o preço que custa para um jornalista ir contra a opinião majoritária dos meios dos grandes meios de comunicação”, disse o também jornalista Florestan Fernandes Junior.

Opinião compartilhada pelo secretário de Governo da Prefeitura de São Paulo, Antonio Donato. “Existe um outro lado muito rico, com muita informação, baseado nos altos. E esse é um trabalho muito sério de um jornalista que já ganhou um prêmio Esso, não se pode duvidar da fonte e da seriedade do autor. Esse é um importante contraponto a esse massacre midiático que foi feito no julgamento”.

O blogueiro Luis Nassif destacou dois importantes significados para o lançamento do livro. O primeiro, a questão de ter alguém que realizou uma análise técnica do mensalão e conseguir a repercussão que tem sem o apoio dos jornalões e o segundo: "Ver a cara de felicidade do amigo Paulo Moreira Leite agora, que se libertou das amarras do jornalismo meio complicado. Foram dois ganhos aí: o ganho do livro e o ganho da recuperação do Paulinho pro jornalismo”, conclui.



PT convida para debate com o autor de "A outra história do Mensalão"

estrelaPT1008 D2
O Núcleo de Comunicação e Cultura do Partido dos Trabalhadores do Distrito Federal (PT-DF) convida para debate com o jornalista Paulo Moreira Leite sobre o livro de sua autoria “A outra história do Mensalão”.
Será nesta quarta-feira (20), às 19 h, no auditório da Sede Nacional do PT em Brasília.
O Núcleo de Comunicação e Cultura do PT-DF, formado por militantes da comunicação e da cultura, nasceu com o propósito de estimular a vida política no interior do Partido, com a convicção de que, diante da avalanche de ataques que tem recebido da grande mídia comercial, sintonizada com a oposição conservadora , a melhor defesa é fortalecer a consciência político-partidária. Nesse sentido, considera importante estimular o debate interno e externo sobre alternativas de comunicação comprometidas com a diversidade, a pluralidade, a brasilidade e o humanismo, como prevê a Constituição Federal.
Serviço:
Debate com o jornalista Paulo Moreira Leite, autor de “A outra história do Mensalão”
Horário: 19h
Data: 20 de março (quarta-feira)
Local: Auditório da Sede Nacional do PT – Setor Comercial Sul, qd 2, bloco C, 256
Edifício Toufic - Brasília – DF
 PT-DF



Paulo Moreira Leite e Janio de Freitas debatem a AP 470

MARÇO 20, 2013
Fonte: José Dirceu
Repasso o convite que o Sindicato dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro faz para o debate sobre o julgamento da AP 470, chamada pela imprensa de mensalão, na próxima segunda-feira, 25, com os jornalistas Paulo Moreira Leite e Janio de Freitas.

“O julgamento da Ação Penal 470 pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mais conhecido como Mensalão, com a vitória da tese defendida pela Procuradoria Geral da República (PGR) do ‘Domínio do fato’, foi um ato político? A maioria dos ministros do Supremo foi casuísta ao condenar, sem provas consistentes, os acusados? A vitória da tese do domínio do fato foi um ataque às prerrogativas do direito de defesa? Os ministros votaram influenciados pela mídia, com a “faca no pescoço”, como denunciaram os advogados de defesa?”, pergunta o sindicato.

Os participantes são dois dos mais renomados jornalistas brasileiros. Moreira Leite é diretor em Brasília da revista IstoÉ. Janio é colunista da Folha.
Também vão participar o juiz do Tribunal de Justiça do Rio, Rubens Roberto Rebello Casara, diretor da Escola da Magistratura do TJ; o conselheiro da OAB/SP, Cesar Marcos Klouri; e os deputados federais Luis Sergio e Edson Santos, do PT/Rio, e Nazareno Fonteles, do PT/Piauí.
Após o debate, Paulo Moreira Leite vai lançar o livro “A outra história do Mensalão – as contradições de um julgamento político” (Geração Editorial). O livro está entre os dez mais vendidos do país e sustenta que o julgamento foi transformado em show midiático.
Para Moreira Leite, os acusados já estavam condenados antes mesmo de o julgamento começar, pelo o que ela chama de “opinião publicada” – a dos meios de comunicação.
O debate ocorre às 18h no Clube dos Advogados, na Avenida Marechal Câmara, nº 200 (Castelo), 3º andar. A entrada é gratuita.

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido