Magazine do Xeque-Mate

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Ferreira Gullar destrinchado e servido à La Carte!

Xeque - Marcelo Bancalero


Ferreira Gullar  podia ter dormido sem essa!

O amigo Jonas do Blog Deu saúva no jardim destrincha o pseudo intelectual!
Vale à pena ler o texto!




QUARTA-FEIRA, 2 DE JANEIRO DE 2013

O Ferreira Gullar é muito fácil.

Ferreira Gullar em artigo publicado no 247 mais uma vez discorre sobre sua incompreensão  a respeito da história politica do Brasil atual. E desta vez acrescenta um escancarado preconceito contra pobres. E o faz de um jeito tão ingenuo que rebate-lo é facil demais.

Em preto escreve ele e em vermelho escrevo eu.

-----------

"Me engana que eu gosto", diz Ferreira Gullar

Muitos de vocês, como eu também, hão de se perguntar por que, depois de tantos escândalos envolvendo os dois governos petistas, a popularidade de Dilma e Lula se mantém alta e o PT cresceu nas últimas eleições municipais. Seria muita pretensão dizer que sei a resposta a essa pergunta. Não sei, mas, porque me pergunto, tento respondê-la ou, pelo menos, examinar os diversos fatores que influem nela.

Mentirosa essa sua falsa modéstia dizendo que não tem pretensão de saber a resposta. Pretensão é o que não lhe falta. O que não quer dizer que você SABE a verdade. 

Assim, a primeira coisa a fazer é levar em conta as particularidades do eleitorado do país e o momento histórico em que vivemos. Sem pretender aprofundar-me na matéria, diria que um dos traços marcantes do nosso eleitorado é ser constituído, em grande parte, por pessoas de poucas posses e trabalhadores de baixos salários, sem falar nos que passam fome.

Sem querer descer aos SEUS detalhes você é mesmo um baita preconceituoso, tentando fazer um paralelo entre pobreza e a  incapacidade de compreender política e História. Dá pra mudar um pouco de assunto e falar sobre um  plano de governo? Sobre medidas efetivas e concretas para acabar com a corrupção?  Reconhecer de vez que a democracia é feita pela totalidade dos cidadãos? Quem sabe o povo vai te entender?

Isso o distingue, por exemplo, do eleitorado europeu, e se reflete conseqüentemente no conteúdo das campanhas eleitorais e no resultado das urnas. Lá, o neopopulismo latino-americano não tem vez. Hugo Chávez e Lula nem pensar.

Mamma mia. Quer dizer que na Europa está tudo bem? A classe média européia muito esclarecida tem sabido escolher seus governantes ao longo dos séculos, tanto que não enfrentam nos dias de hoje falências, quebradeiras em geral, aumento da pobreza, desemprego e todo esse tipo de coisas que só estão acontecendo no Brasil, não é? Aliás, falando em governança na Europa há que se lembrar de grandes estadistas democratas e humanistas como Hitler, Mussolini e Salazar. Ou então do integro, ético e moralista Berlusconi. Todos eles assumiram o governo via o que? Matando seus patrícios? Ou contando com a irrestrita conivência da população de olhos azuis?

Historicamente, o neopopulismo é resultante da deterioração do esquerdismo revolucionário que teve seu auge na primeira metade do século 20 e, na América Latina, culminaria com a Revolução Cubana. A queda do Muro de Berlim e o fim da União Soviética deixaram, como herança residual, a exploração da desigualdade social, já não como conflito entre o operariado e a burguesia, mas, sim, entre pobres e ricos. 

Não moço. O que você chama de neopopulismo é resultante da incompetência do liberalismo de proporcionar vida plena as populações mundiais. Isso que a gente está assistindo na Europa é um exemplo. Lula surgiu no vácuo do seu FHC e demais antecessores que não souberam mostrar competência na construção de um pais mais justo e mais igual.

O PT é exemplo disso: nasceu prometendo fazer no Brasil uma revolução equivalente à de Fidel em Cuba e terminou como partido da Bolsa Família e da aliança com Maluf e com os evangélicos.

Engraçado você odiar tanto o Bolsa Família, mas não vejo você se indignar com os salários pornográficos e mordomias injustificaveis para os que mamam  no Estado, ( sim, inclusive sob o governo do PT ). Vide esta materia informando sobre pensões vitalícias, pagas com o dinheiro publico, e, como você sabe, dinheiro publico vem de impostos. E impostos são arrecadados entre outros modos via o consumo da população. E parte dessa população é beneficiaria do Bolsa Familia. A conclusão óbvia é que tem gente vivendo, em parte, da graninha minguada do Bolsa Familia. Falei?

E quem sabe você queira pensar um pouco sobre essa outra informação a respeito do dinheiro arrecadado na ultima campanha eleitoral e, sem dizer platitudes do tipo isso daria pra construir muitos hospitais e escolas, que tal pensar seriamente naquele ditado que diz que não existe almoço de graça.

Esses são fatos indiscutíveis, que tampouco Lula tentou ocultar: sua aliança com os evangélicos é pública e notória, pois chegou a nomear um integrante da seita do bispo Macedo para um de seus ministérios. A aliança com Paulo Maluf foi difundida pela televisão para todo o país. Mas nada disso alterou o prestígio eleitoral de Lula, tanto que Haddad foi eleito prefeito da cidade de São Paulo folgadamente.

Ta bom Gullar e você quer nos convencer que  fazer política é governar sozinho? Que o PSDB não tem aliados e não faz concessões e nem acordos? Quem foi que botou essa figura caricata e entreguista que é o Roberto Freire (um ex-comunista! que sacrilégio!) usufruindo das mamatas do governo paulista? E que dizer da ridícula Soninha (esta também uma suposta esquerdista) que emprega parte da ala feminina da própria família em estatais administradas pelo PSDB?

 E o julgamento do mensalão? Nenhum escândalo político foi tão difundido e comprovado quanto esse, que resultou na condenação de figuras do primeiro escalão do PT e do governo Lula. Não obstante, o número de vereadores petistas aumentou em quase todo o país.

Juristas do país todo e que entendem muito mais de Direito que você, e quem sabe o conheçam tanto quanto alguns juízes do STF, contestaram parcialmente os métodos, os resultados e a excessiva difusão desse lamentável episodio e talvez os pobres eleitores brasileiros - esse que você chama descaradamente de ignorantes - tenham aplicado melhor que você essa máxima do me engana que eu gosto. As escandalosas "certezas" do braço midiático da oposição - como essas que você exibe por aqui - banalizaram o papel de uma instituição que deveria merecer o respeito de toda a população. Você e sua direitona midiática esculhabaram o STF. Foram tão fundo nas definições - que deveriam ser privativas, e até mesmo intimas - dos julgadores que acabaram por revelar uma fragilidade surpreendente no exercício das tarefas de fazer Justiça. Agora não reclame.

E tem mais. Mal o STF decidiu pela condenação de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, estourava um novo escândalo, envolvendo, entre outros, altos funcionários do governo, Rose Noronha, chefe do gabinete da Presidência da República em São Paulo e pessoa da confiança e da intimidade de Lula.

Como já disse alguém, os escândalos no Brasil nascem e morrem nas redações, sem que nada os sustente.

Em seguida, as revelações feitas por Marcos Valério vieram demonstrar a participação direta de Lula no mensalão. Apesar de tudo isso, a última pesquisa de opinião da Datafolha mostrou que Dilma e Lula continuam na preferência de mais de 50 % da opinião pública.

E por tras dessa maquina de criar factóides vislumbram-se crimes de verdade como, por exemplo, o do vazamento de informações mantidas sob segredo de Justiça. Acrescente-se ainda que você e a direitona midiática querem tornar moral e legal o que foi sempre condenavel, pelo menos eticamente, em qualquer sociedade que é o dedo-durismo fácil, o alcaguestimo gratuito, a acusação leviana, coisa de covardes que não sabem assumir sozinhos a responsabilidade de seus atos. Se for pra caguetar o Lula serve qualquer um: de Juízes deslumbrados com seus cinco minutos de fama até bandidos querendo livrar a própria pele.

Como explicá-lo? É que essa gente que os apoia aprova a corrupção? Não creio. Afora os que apoiam Lula por gratidão, já que ele lhes concedeu tantas benesses, há aqueles que o apoiam, digamos, ideologicamente, ainda que essa ideologia quase nada signifique.

E o que é tudo isso que você está dizendo? Se não é sua tentativa de justificar de modo dissimulado seu desejo de que o Brasil volte a ser dividido entre eternamente ricos e os irremediavelmente pobres? O que é essa sua raiva mal disfarçada contra a população mais pobre do Brasil? O nome disso é o que? Por que essa dificuldade em admitir a crença em um projeto político, e que é sinônimo de ideologia?

Esse é um ponto que mereceria a análise dos psicólogos sociais. O cara acha que Lula encarna a luta contra a desigualdade, identifica-se com ele e, por isso, não pode acreditar que ele seja corrupto. 

Do mesmo jeito que você faz de conta que não acredita na corrupção das privatizações da era FHC. Do mesmo jeito que voce nega de pés juntos que não houve compra de votos para a emenda da reeleição. E se eu estou errado, você não está certo. Simples não é?

Consequentemente, a única opção é admitir que o Supremo Tribunal Federal não julgou os mensaleiros com isenção e que a imprensa mente quando divulga os escândalos.

Calma aí. Os julgados estão condenados e, até onde se sabe, cumprirão suas penas. Quer dizer que além de você chamar os pobres de ignorantes chama-os também de esquizofrênicos?

O que ele não pode é aceitar que errou todos esses anos, confiando no líder. Quando no governo Fernando Henrique surgiu o medicamento genérico, os lulistas propalaram que aquilo era falso remédio, que os compridos continham farinha. E não os compravam, ainda que fossem muito mais baratos. Esse tipo de eleitor mente até para si mesmo.

Do mesmíssimo jeito que você mete a boca no Bolsa Família, ô sujeito!!

Não obstante, uma coisa é inegável: os dirigentes petistas sabem que tudo é verdade. O próprio Lula admitiu que houve o mensalão ao pedir desculpas publicamente em discurso à nação.

Esse seu “não obstante, uma coisa é inegável.." revela o cinismo de sua afirmação inicial de que nada sabe. Inegáveis meu caro são suas "certezas". Além disso, negar qualquer coisa faz parte do jogo. Ou será que você e a extensão oposicionista, as vezes chamada também de imprensa, quer discutir o livro Privataria Tucana?

Por isso, só lhes resta, agora, fingirem-se de indignados, apresentarem-se como vítimas inocentes, prometendo ir às ruas para denunciar os caluniadores. Mas quem são os caluniadores, o Supremo Tribunal e a Polícia Federal? Essa é uma comédia que nem graça tem.

Sim e não. Supremo Tribunal e Policia Federal ofereceram subsídios seletivos para que a direitona midiatica forçasse a barra transformando um caso de desvios de 75 milhões de reais ( não comprovados ) no maior escândalo de corrupção da Republica esquecendo-se do dinheiro dez vezes  maior desviado na Privataria Tucana. E, não custa repetir,  você e tantos outros ajudaram a piorar um tantinho mais a credibilidade da população na competência e isenção da Justiça. De fato toda essa comédia que você escreve nem graça têm. 

PS: e quando terminei esse escrito fui dar uma passeada pela NET. E eis o que encontro publicado no site do MPF: Não foi comprovada a tese de que o ex-presidente teria feito pressão sobre o ministro Gilmar Mendes para atrasar o julgamento do mensalão no STF. Como que reafirmando o que eu disse antes: escândalos quase sempre nascem e morrem nas redações.


License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido