Magazine do Xeque-Mate

terça-feira, 27 de novembro de 2012

O Brasil quer saber Odair Cunha... Por que retroceder?

Xeque - Marcelo Bancalero

O que aconteceu?
Por que?
Somos militantes de que causa?
Por estas coisas o PT perder forças, ainda que a militância dê o sangue nas ruas, blogosfera e redes sociais!
Como  pôde ceder assim?
A militância, o Brasil contava com a ousadia deste relator!
Só o fato de existir uma pressão  que chega a esse ponto, já mostra que tem coisa podre ai!
Mostra que a Veja deve!
Mostra que Gurgel deve!
Por que comp@ Odair Cunha?
Faço aqui  pergunta que milhões de militantes, brasileiros  que  o honraram  pela atitude coerente anterior, de ter ousado num relatório com tudo que tinha direito para  indiciar bandidos de todos escalões dessa sociedade!
Por que isso agora?
Aceitamos  essa palhaçada de  julgamento da AP 470, confiando que a justiça seria feita. Mesmo que isso não tenha acontecido, fomos  todos juntos, como réus  junto com os comp@s. 
Dia a dia sofrendo com as injustiças feitas. E isso tendo  documentos em mãos que gritam que algo estava errado, que foi forjado...
Eles que sejam interrogados na CPI e comprovem sua inocência!
Partindo da premissa que "quem não deve não teme". 
Como os comp@s do PT que  foram ao julgamento confiando nisso.
Pra que? Por que?
Pelo amor de Deus Odair...
Se for pra sair na capa da  Veja...
Espero que no mínimo seja com as palavras de Che Guevara em destaque;
"Retroceder sim , render-se jamais!'


CONFIRMADO: ODAIR RECUA


:
Pressionado pela reação em bloco dos grandes meios de comunicação, relator da CPI do Cachoeira, Odair Cunha (PT-MG), disse que aceita retirar de seu texto os pedidos de investigação contra o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e de indiciamento contra o diretor da sucursal de Veja em Brasília, Policarpo Jr. O PT amarelou?



247 - Como 247 havia adiantado (relembre aqui), o relator da CPI do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), vai recuar para viabilizar a aprovação de seu relatório, cuja leitura já foi adiada três vezes. O petista disse nesta terça-feira que aceita retirar do texto pedido para que o Conselho Nacional do Ministério Público investigue o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, assim como o pedido de indiciamento do diretor da sucursal da reista Veja em Brasília, Policarpo Jr.
Depois de três adiamentos, a leitura do relatório da comissão foi marcada para a manhã desta quarta-feira. "Se eles (membros da CPI) se comprometerem em manter o restante do relatório, eu posso abrir mão disso (presença de Gurgel e Policarpo no relatório). Essas duas questões são secundárias. O essencial que faço questão que seja mantido no relatório é o organograma da quadrilha", disse Cunha.
O relator havia incluído um pedido de investigação de Gurgel por considerar que o procurador demorou para investigar as relações entre o bicheiro Carlinhos Cachoeira e autoridades como o ex-senador Demóstenes Torres. Já o pedido de indiciamento de Policarpo decorre de gravações telefônicas que indicariam relação de ilegalidade com Cachoeira.
Negociações
O deputado segue negociando o conteúdo de seu relatório. Às 18h, ele se encontrou com parlamentares da base aliada para fechar a última versão do texto. Segundo o relator, há questões, contudo, que não são passíveis de negociação. Cunha disse que não abre mão de pedir o indiciamento de Fernando Cavendish, dono da construtora Delta. Ele também destacou que não vai incluir pedido para investigação dos governadores do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), e do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB).
Como não haverá tempo para imprimir as alterações que devem ser feitas até a sessão de amanhã da CPI, o que mudar será explicado verbalmente pelo relator. Segundo Cunha, se não houver acordo sobre das modificações, o relatório original será apresentado. Parte dos parlamentares do PMDB pressiona pela retirar do pedido de indiciamento de Cavendish, enquanto o PSDB se opõe ao pedido de investigação do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB).

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido