Magazine do Xeque-Mate

terça-feira, 17 de julho de 2012

São os estudantes do Brasil se movimentando à favor da nação - Movimento Universitário desarticula acusações do “mensalão” em informativo

Xeque - Marcelo Bancalero
Bom sem mais comentários.
Vamos  prestar atenção no artigo abaixo que só reforça  o que mostra este vídeo http://xeque-mate-noticias.blogspot.com/2012/07/veja-verdade-da-veja-cronologia-do.html

Aproveite e leia a defesa  de Zé Dirceu ao STF
http://issuu.com/tudosobreomensalao/docs/20110908_alegacoes_finais_dirceu

Movimento Universitário desarticula acusações do “mensalão” em informativo

Cartilha distribuída pelo Movimento Universitário em Defesa do Estado de Direito elenca fatos que derrubam denúncias feitas há sete anos no episódio popularmente conhecido como mensalão.
Por Aline Nascimento - Portal Linha Direta
Sexta-feira, 29 de junho de 2012



2 de agosto. Essa é a data prevista para o início do julgamento do episódio que ficou nacionalmente conhecido como “Mensalão”. Sete anos após a série de acusações voltadas ao Partido dos Trabalhadores (PT), o Movimento Universitário em Defesa do Estado de Direito elaborou um informativo que derruba uma a uma as principais denúncias do esquema.

De acordo com o estudante de Direito do USP, Pedro Igor Mantoan, o Movimento agrupa universitários da PUC-SP, Unesp de Franca, Universidade Regional Integrada e a UFRN. Interessados em debater temas pertinentes ao Judiciário e suas relações com a sociedade. “O julgamento do mensalão foi alvo de estudo em nossas salas de aula. A partir daí, constatamos que há informações extremamente relevantes no processo que pouco ou nunca são abordadas pela imprensa. Então, o blog surgiu justamente para gerar o debate”.

Dividido em 11 tópicos, o panfleto “Mensalão: verdades e mentiras” destrincha as principais acusações contra o PT e mostra como a mídia manipulou dados e condenou pessoas antes de apurar os fatos.
Mantoan esclarece que entre os militantes do Movimento há convicção de que o caso será apurado com base nos autos e de maneira ética. “De nossa parte, acreditamos que há acusações no processo que não se sustentam. Estudamos, por exemplo, a acusação contra José Dirceu e a sua defesa. No processo, não vemos provas que embasem as acusações contra o réu. Mas, é importante frisar, a decisão soberana é do STF”, completa.

Além dessa acusação específica, o informativo desmistifica também acusações como a de que o PT teria sido favorecido na Câmara em troca de dinheiro. Pelo contrário, derrotas do Governo coincidem com as datas de saque desses valores.

Episódios como a Privataria Tucana também são citados. O livro que atingiu a marca de 120 mil exemplares, que o eleva à condição de best-seller, documenta e comprova uma série de denúncias contra o PSDB. Ainda assim, o PIG (Partido da Imprensa Golpista) preferiu omitir o caso.

“O movimento acredita que há informações relevantes no caso que não vêm sendo divulgadas pela mídia – informações que poderiam ajudar a formar uma percepção mais clara junto ao público sobre o caso. Essas informações estão estreitamente ligadas ao direito do contraditório, ao direito à defesa. Poucas vezes os réus conseguem espaço para expor sua defesa, o que é garantido pela Constituição”, complementa o universitário.

Quando questionado sobre a conduta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e de Dilma Rousseff, que decidiram pela punição daqueles cuja conduta foi comprovadamente ilegal, em nome do Movimento, Mantoan afirma que “as punições contra irregularidades devidamente comprovadas são fundamentais para que de fato haja uma democracia no País. É um importante instrumento para o aperfeiçoamento das instituições brasileiras”.

Saiba mais:
Entre em contato com o Movimento pelo endereço porumjulgamentojusto@gmail.com.
Clique aqui e leia o Manifesto em favor de um julgamento justo.
Clique aqui e saiba as novidades sobre o caso.






License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido