Magazine do Xeque-Mate

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Essa é minha Votorantim, sinto orgulho do grupo político que a administra

Xeque - Marcelo Bancalero

Enquanto em grande parte do país vemos os políticos em  sessões  extraordinárias para aumentar seus salários. Aqui em Votorantim a coisa é diferente!
Acabamos de ver nossos vereadores  votarem o fim  do recesso de meio de ano. E agora  votarão  os salários  para o próximo mandato seguindo lei e resolução que só existe graças  a força deste grupo  que  não permite  aumentos, apenas  correções.
Além desta notícia trazemos também a votação da LDO
Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2013. De acordo com projeto encaminhado ao Legislativo pelo prefeito Carlos Augusto Pivetta (PT), o orçamento estimado da cidade, para o próximo ano, será de R$ 230,728 milhões, valor 5,45% maior que o de 2012. As pastas da Educação e Saúde receberão maior dotação de verba prevista para o orçamento para o próximo prefeito.

Eu fico realmente orgulhoso com atitudes como esta.
E parabenizo aos  que votam à favor.



24/06/2012 | SEM AUMENTO REAL

Legislativo debate salário de políticos


Os vereadores votorantinenses também votam na sessão de hoje um projeto de lei e outro de resolução, determinando que os salários do prefeito, vice, secretários municipais, vereadores e presidente da Câmara mantenham para a próxima legislatura suas revisões atreladas aos índices de reajuste dos servidores municipais. 
Essa medida acontece na cidade desde 2008, quando a lei nº 1.978 e a resolução nº 06 asseguraram que os agentes políticos não teriam aumentos reais em seus salários, e sim somente correções das perdas anuais. Com isso, o próximo prefeito que assumir o governo de Votorantim irá ganhar, por mês, R$ 11.469,92, o que representa o mesmo valor que o atual chefe do Executivo, Carlos Augusto Pivetta (PT), estará recebendo a partir de outubro, quando o seu salário tiver uma revisão de 8%. Em abril, o índice foi fechado em 5%, mas em outubro estão previstos mais 3% de revisão, totalizando 8%. 
O vice-prefeito passará a ganhar R$ 5.469,43; e dos secretários municipais seguirá o mesmo valor do vice-prefeito. Já o projeto de resolução fixa os valores dos salários dos vereadores, que serão de R$ 4.587,97, e do presidente da Câmara, fechado em R$ 5.734,97.(M.A.)
in http://www.cruzeirodosul.inf.br/acessarmateria.jsf?id=397517


24/06/2012 | VOTORANTIM

Câmara vota hoje a LDO 2013

A expectativa é que a proposta seja aprovada, já que a base aliada é a maioria
Marcelo Andrademarcelo.andrade@jcruzeiro.com.br 

A Câmara Municipal de Votorantim vota hoje, em primeira discussão, projeto de lei que estabelece as Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2013. De acordo com projeto encaminhado ao Legislativo pelo prefeito Carlos Augusto Pivetta (PT), o orçamento estimado da cidade, para o próximo ano, será de R$ 230,728 milhões, valor 5,45% maior que o de 2012. As pastas da Educação e Saúde receberão maior dotação de verba prevista para o orçamento para o próximo prefeito.
A LDO serve de base para a elaboração da peça orçamentária, que deve ser remetida à Câmara até o dia 30 de setembro. A elaboração e apresentação da proposta de diretrizes orçamentárias, pela Prefeitura, é uma exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal para manter o equilíbrio e o controle financeiro-administrativo dos municípios brasileiros, evitando-se desperdício do dinheiro público.
A expectativa, segundo o presidente da Câmara, que é integrante do PT, partido da atual administração, Marcos Antônio Alves, é que a proposta seja aprovada, já que a base aliada é a maioria, ou seja, dos 11 vereadores, 9 são de partidos que apoiam o governo. "Tivemos duas audiências com representantes do executivo para esclarecer as dúvidas dos parlamentares. A nossa expectativa é que a proposta seja aprovada, dentro de uma sessão que deverá ser marcada pela tranquilidade", destacou.
Do total de recursos previstos, R$ 4,6 milhões serão repassados para a Câmara Municipal, R$ 6,5 milhões correspondem à receita do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e R$ 21,5 milhões seguem para o Fundo Social de Seguridade. Subtraídos estes gastos, a administração municipal ficará com o equivalente a R$ 198 milhões para o financiamento e custeio de projetos a serem desenvolvidos pelas 14 secretarias municipais.
O maior montante será destinado à Secretaria de Educação, que ficará com dotação orçamentária de R$ 67,5 milhões. Entre os destaques citados no projeto encaminhado pelo Executivo referentes à pasta, estão a construção de três Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), de uma escola estadual e também do Centro de Desenvolvimento da Educação. Os projetos serão realizados em parceria com os Governos Federal e Estadual. O segundo maior orçamento ficará com a Secretaria da Saúde, com recursos totais estimados em R$ 59,3 milhões. Entre os projetos a serem desenvolvidos estão a construção de um pronto-atendimento e outra unidade da saúde, visando a implantação do Programa de Saúde da Família, em parceria com Governo Federal. 
As demais secretarias terão os seguintes orçamentos: Serviços Públicos (R$ 11,2 milhões), Obras e Urbanismo (R$ 9,5 milhões), Cidadania (R$ 5,2 milhões), Segurança Comunitária, Trânsito e Transporte (R$ 4,6 milhões), Esportes (R$ 2,9 milhões), Cultura (R$ 2,3 milhões), Meio Ambiente (R$ 1,3 milhão), Habitação (R$ 838,8 mil), Comunicação (R$ 850 mil), Gestão Política e Econômica (R$ 347 mil) e Serviços Públicos (R$ 309,7 mil).

License Creatve Crommons

Postagens populares

Arquivo do blog

Anuncios

Anuncios
Custo Benefício Garantido